Pena suspensa para comerciante que alvejou outro
08 de Julho, 2016

O Tribunal de Guimarães condenou ontem a cinco anos de prisão, com pena suspensa, um comerciante que disparou sobre um outro comerciante espanhol, em setembro de 2013, após desentendimentos relacionados com um negócio de malha.

O arguido, de 70 anos, foi condenado por tentativa de homicídio e por posse de arma ilegal.

Para a suspensão da pena, terá de doar 2.000 euros a uma instituição de solidariedade social. Terá ainda de pagar à vítima uma indemnização de 1.750 euros.

Os factos registaram-se em S. Cristóvão de Selho, em 26 de setembro de 2013, quando os dois comerciantes se terão envolvido numa discussão por causa de um negócio de malha.

O comerciante espanhol terá ido à casa do português para cobrar uma alegada dívida e acabou por se envolver em confrontos com o português e com a mulher.

No final da discussão, regressou ao carro mas foi atingido por um disparo de caçadeira, efetuado pelo português, desde a janela da sua casa. O comerciante espanhol também é arguido no processo, por alegadas agressões físicas e verbais ao português e à mulher.

Foi condenado a 2000 euros de multa por dois crimes de ofensa à integridade física simples, por um crime de violação de domicílio e por um crime de injúrias.

O tribunal condenou-o igualmente ao pagamento de uma indemnização de 1.750 euros ao casal português.

Informação em destaque
Distrito de Braga em alerta amarelo devido ao frio
20 de Janeiro, 2022
Consórcio de Escolas de Engenharia com nova direção executiva
20 de Janeiro, 2022
Oposição propõe pensar “nova cidade” para retirar pressão do CH
20 de Janeiro, 2022
Jardim do Monte Latito na corrida a Prémio Bandeira Verde
20 de Janeiro, 2022
Pessoas em isolamento vão poder sair de casa para votar
20 de Janeiro, 2022
EL: Agenda de Campanha, quinta-feira
20 de Janeiro, 2022
Publicidade