Relação confirma condenação da FCG a indemnizar administradora
20 de Fevereiro, 2014

O Tribunal da Relação de Guimarães classificou de "ato lícito" a decisão da Fundação Cidade de Guimarães (FCG) de destituir de funções a antiga administradora Carla Morais, mas confirmou que esta tem direito a receber uma indemnização. Carla Morais pedia uma indemnização superior a 800 mil euros. Por acórdão a que a Lusa teve acesso, o Tribunal da Relação decidiu que Carla Morais vai receber a diferença entre aquilo que auferiria se cumprisse até ao fim o mandato que contratou com a FCG (que terminaria em dezembro de 2015) e aquilo que, nesse mesmo período, ganhar no exercício de outras funções profissionais.

Informação em destaque
Seminário “A Vítima e os Serviços de Apoio”
22 de Maio, 2018
Instituto de Educação da UMinho celebra aniversário
21 de Maio, 2018
43ª Confraternização Ponte-S.Torcato em bicicleta
20 de Maio, 2018
‘O Cineclube e a Cidade 1958-2018’
21 de Maio, 2018
Green Week: Programa Eco Cultural adiado
22 de Maio, 2018
UM: Inscrições abertas para o Verão no Campus 2018
22 de Maio, 2018
Publicidade