Relação confirma condenação da FCG a indemnizar administradora
20 de Fevereiro, 2014

O Tribunal da Relação de Guimarães classificou de "ato lícito" a decisão da Fundação Cidade de Guimarães (FCG) de destituir de funções a antiga administradora Carla Morais, mas confirmou que esta tem direito a receber uma indemnização. Carla Morais pedia uma indemnização superior a 800 mil euros. Por acórdão a que a Lusa teve acesso, o Tribunal da Relação decidiu que Carla Morais vai receber a diferença entre aquilo que auferiria se cumprisse até ao fim o mandato que contratou com a FCG (que terminaria em dezembro de 2015) e aquilo que, nesse mesmo período, ganhar no exercício de outras funções profissionais.

Informação em destaque
Novo campus de Justiça de Guimarães com local escolhido
25 de Junho, 2017
5ª EDP Meia Maratona de Guimarães
25 de Junho, 2017
S. João com festejos em Guimarães
24 de Junho, 2017
“Café Memória” em sábado em Guimarães
24 de Junho, 2017
JpG questiona CMG sobre Academia de Ginástica
24 de Junho, 2017
Centro de Ciclismo do Minho - Guimarães inaugurado hoje
25 de Junho, 2017
Publicidade