CGTP acusa HSOG de proibir ações sindicalistas
27 de Abril, 2022
A CGTP acusa a administração do Hospital de Guimarães de proibir, no dia 23 de abril, a realização de uma reunião de trabalhadores da cantina, pertencentes à empresa concessionária do serviço de refeições Itau, S. A., obrigando os trabalhadores a reunirem com o sindicato na rua.
É referido que desde que esta administração do hospital tomou posse nunca mais foi possível realizar reuniões de trabalhadores nesta cantina. Aliás, refere a central sindical, a atual administração do Hospital de Guimarães proibiu toda a atividade sindical no interior do hospital ao impedir a entrada de dirigentes e delegados sindicais.
Face à situação, os trabalhadores decidiram reunir com o sindicato fora das instalações.
Informação em destaque
Pedro Arezes reconduzido na presidência da EEUM
30 de Setembro, 2022
Bolsas de estudo com candidaturas abertas
30 de Setembro, 2022
PSD:‘descontentamento’ por Guimarães estar fora da Linha de Alta Velocidade
29 de Setembro, 2022
Encontro de Arte Participativa no CCVF
30 de Setembro, 2022
CMG apresenta projeto-piloto à CP para ligação Guimarães-Lordelo
30 de Setembro, 2022
Fafe é palco da 32ª conferência anual da AEMI
30 de Setembro, 2022
Publicidade