Arquidiocese de Braga: Páscoa sem compasso ou visita pascal
21 de Março, 2021
A Arquidiocese de Braga refere, em comunicado, que "não é permitida" a realização do compasso ou visita pascal, assim como qualquer "saída simbólica da cruz" durante a Páscoa.
Em nota pastoral após a reabertura das igrejas e com orientações muito concretas para a Páscoa em época de pandemia, o arcebispo primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, sublinha que "nada poderá ser realizado se oferecer a mínima possibilidade de contágio".
Na nota, e em relação à Semana Santa, o arcebispo de Braga determina ainda que a missa vespertina da "ceia do Senhor" omita o lava-pés. Por outro lado, no ato de Adoração da Cruz, na sexta-feira santa, o beijo da cruz será limitado apenas ao presidente da celebração.
D. Jorge Ortiga sublinha ainda a necessidade de "ir prevendo" o verão com casamentos e batizados, "talvez com menos concentrações e sinais exteriores", e acrescenta que as festas, "com toda a probabilidade" não poderão ter grandes manifestações exteriores, nomeadamente procissões, mas incita a que as mesmas não sejam canceladas.
O Arcebispo Primaz de Braga diz ainda que, nos funerais, ninguém deve ser privado de eucaristia e de acompanhamento aos cemitérios, e que também os velórios são momento de sufrágio e de proximidade com os familiares.
Informação em destaque
Três mil docentes e não docentes vacinados até 2ªf em Guimarães
17 de Abril, 2021
Programa de Fruta Escolar nas escolas de Guimarães
17 de Abril, 2021
Covid-19: Guimarães com 55 casos/100 mil habitantes
17 de Abril, 2021
Taipas assinala cinquentenário da homenagem a Ferreira de Castro
17 de Abril, 2021
Coelima: BE quer que Governo garanta postos de trabalho
17 de Abril, 2021
JF S. Torcato e SEPNA sensibilizam para limpeza de terrenos
17 de Abril, 2021
Publicidade