MP acusa empresa de Guimarães de vender bens penhorados
16 de Junho, 2020

O Ministério Público acusou uma empresa de Guimarães de vender património penhorado que deveria servir para pagar dívidas fiscais que ascendiam a um milhão de euros, anunciou a Procuradoria-Geral Distrital do Porto.

Numa publicação online, a procuradoria refere que no processo são arguidos a empresa e os dois gerentes, todos acusados de um crime de frustração de créditos.

Informação em destaque
HSOG: suspensas visitas a partir desta sexta-feira
21 de Janeiro, 2022
Domingos Bragança preside à CSRGIFR do Ave
21 de Janeiro, 2022
Guimarães assinala 10º aniversário da CEC
21 de Janeiro, 2022
Guimarães Project Room arranca esta sexta-feira
21 de Janeiro, 2022
Estacionamento gratuito para voto antecipado em mobilidade
21 de Janeiro, 2022
EL: Agenda de Campanha, sexta-feira
21 de Janeiro, 2022
Publicidade