MP acusa empresa de Guimarães de vender bens penhorados
16 de Junho, 2020

O Ministério Público acusou uma empresa de Guimarães de vender património penhorado que deveria servir para pagar dívidas fiscais que ascendiam a um milhão de euros, anunciou a Procuradoria-Geral Distrital do Porto.

Numa publicação online, a procuradoria refere que no processo são arguidos a empresa e os dois gerentes, todos acusados de um crime de frustração de créditos.

Informação em destaque
HSOG: projeto por SMS permite acompanhar percurso dos doentes
20 de Janeiro, 2021
CDPC apela ao cumprimento as restrições do confinamento
20 de Janeiro, 2021
Covid-19: JF S. Torcato apela ao reforço do voluntariado
20 de Janeiro, 2021
UM discute a "Evolução e impacto da COVID-19 na região Norte"
20 de Janeiro, 2021
Novas restrições do confinamento entraram em vigor
20 de Janeiro, 2021
ANEPC alerta para agravamento do estado do tempo
20 de Janeiro, 2021
Publicidade