Atividades invadem ruas de Famalicão sem carros
12 de Setembro, 2019

Cerca de 20 instituições desportivas, culturais e sociais famalicenses vão colaborar com o município de Vila Nova de Famalicão na dinamização da Semana Europeia da Mobilidade que se realiza entre 16 e 22 de setembro.

No Dia Europeu sem Carros, que se assinala a 22 de setembro, as ruas do centro da cidade de Famalicão vão estar encerradas ao trânsito e vão encher-se de atividades para toda a família, transformando-se num gigantesco anfiteatro ao ar livre, com concertos musicais, aulas de teatro, demonstrações de dança, zonas de leitura, iniciativas desportivas e ações ambientais.

Mas as ações decorrem ao longo de toda a semana, através de uma campanha de informação e sensibilização subordinada ao tema “Caminhe Connosco” e que engloba ainda a apresentação do livro “A Cidade das Bicicletas” de Paula Teles, que vai realizar-se no dia 21, pelas 17h30, na Casa do território, na Devesa.

Antes disso, no dia 18, o tema é adaptado para “Caminhe connosco na acessibilidade” através de uma ação que pretende sensibilizar e envolver o comércio de rua e a comunidade em geral, numa reflexão sobre como tornar a cidade mais acessível para todas as pessoas.

Neste âmbito, os comerciantes serão desafiados a sentarem-se numa cadeira de rodas, a circularem com carinho de bebés ou com andarilho, para verificarem as dificuldades encontradas pelas pessoas com mobilidade reduzida dentro das lojas. Esta ação conta com a colaboração da Escola Superior de Enfermagem do Porto (ESEP), da Associação Portuguesa dos Enfermeiros de Reabilitação do Porto (APER) e dos Agrupamentos de Escolas Camilo Castelo Branco e D. Sancho I.

Na mesma jornada, a comunidade será também convidada a colocar-se no lugar da pessoa com mobilidade reduzida e circular na zona central da cidade, na Praça D. Maria II e na Praça 9 de abril. Com esta ação pretende-se alertar o cidadão para comportamentos do quotidiano que por vezes se transformam em obstaculos para as pessoas com mobilidade reduzida, como por exemplo, estacionamento abusivo em cima de passeios, entre outros.

Informação em destaque
Professores da ESFH produzem clampes para o Hospital de Guimarães
02 de Abril, 2020
COVID-19: Guimarães regista 131 casos confirmados
02 de Abril, 2020
Área Dedicada à COVID-19 no Centro de Saúde da Amorosa
01 de Abril, 2020
COVID-19: CMG diponibiliza dois espaço isolamento profilático
02 de Abril, 2020
Plano Preventivo: CIM desagradada por Norte não ser prioridade
01 de Abril, 2020
IPCA e empresas parceiras produzem 10 mil viseiras
01 de Abril, 2020
Publicidade