"Leituras da Natureza em Camilo Castelo Branco"
13 de Março, 2019

Para assinalar o 194.º aniversário do nascimento de Camilo Castelo Branco, a Casa de Camilo vai apresentar, no próximo sábado, 16 de março, pelas 16h00, o volume “Leituras da Natureza em Camilo Castelo Branco”.

A obra foi organizada por Sérgio Guimarães de Sousa e João Paulo Braga e insere-se na Coleção “Estudos Camilianos”. Esta coleção pretende reunir e dar a conhecer os estudos mais recentes realizados em torno da vida e da Vida e da Obra do romancista de São Miguel de Seide, e integra-se em um dos principais objetivos do Centro de Estudos Camilianos: consolidar-se, cada vez mais, como entidade que apoia e promove a investigação respeitante a análise de aspetos da biografia de Camilo e referentes à crítica literária da sua vasta bibliografia.

O presente volume “Leituras da natureza” apresenta ensaios de oito investigadores, que constituem, segundo os seus organizadores, “sintonias críticas no sentido de considerarem a prosa camiliana rica de consequências no tocante à natureza e aos seus correlatos”.

Embora a ficção de Camilo se reporte ao período de oitocentos, durante o qual muitos dos temas sobre as problemáticas do ambiente não mereciam atenção e reflexão, ela adquire outro enriquecimento em ser tematicamente revista sobre o prisma da natureza.

A paisagem física de diversas regiões, sobretudo do norte português, foi sobretudo apropriada pelo romancista para valorizar o desenvolvimento das suas narrativas, contrariando a interpretação de Guerra Junqueiro de que “não há, na obra de Camilo, uma árvore”.

Informação em destaque
UMinho junta-se à Fundação José Neves para potenciar formação
01 de Outubro, 2020
GNR Guimarães – Apreensão de plantas de canábis
01 de Outubro, 2020
Domingos Bragança reuniu com Embaixador do Cazaquistão
30 de Setembro, 2020
Westway LAB 2020
01 de Outubro, 2020
Guimarães assinala Dia Internacional do Idoso
01 de Outubro, 2020
ASAE apreende mais de 24.000 artigos em combate à contrafação
30 de Setembro, 2020
Publicidade