HSO quer que todas as suas áreas clínicas funcionem diariamente
24 de Maio, 2018

O Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães está a apostar no funcionamento contínuo de todas as suas áreas de prestação de cuidados, o objetivo é estender a sua atividade diária, que apenas existe em contexto de urgência, à atividade programada relacionada com consultas, cirurgias e exames de diagnóstico. Em janeiro deste ano já iniciou um programa de combate às listas de espera nos exames de diagnóstico. Desde essa altura que o Hospital está a agendar Tomografias Computorizadas e Ressonâncias Magnéticas todos os dias, incluindo sábados, domingos e feriados. O objetivo passa por diminuir as listas de espera para este tipo de exames, mantendo os tempos de espera dentro do estabelecido legalmente e clinicamente adequado. Até ao momento já foi possível reduzir a lista de espera para estes exames em 32%. O objetivo é agora estender este incremento de atividade também a outras áreas de atividade clínica programada. Para ajudar a atingir os objetivos suprarreferidos, além dos 10 novos médicos especialistas que o Hospital contratou recentemente, já pediu ao Ministério da Saúde a contratação de mais 25. Este pedido de 25 novos médicos aguarda autorização e respeita às especialidades de Anatomia Patológica (1), Anestesiologia (3), Cardiologia (1), Cirurgia Geral (1), Dermatovenereologia (1), Doenças Infeciosas (1), Gastrenterologia (1), Ginecologia Obstetrícia (1), Imunohemoterapia (1), Medicina Física e de Reabilitação (2), Medicina Interna (2), Medicina no Trabalho (1), Neurologia (1), Neurorradiologia (1), Oftalmologia (1), Otorrinolaringologia (1), Pediatria (2), Pneumologia (1), Radiologia (1) e Urologia (1). Esta estratégia de funcionamento aproximado de uma oferta contínua em atividade programada, em todos os dias da semana, de acordo com a agenda e disponibilidade dos cidadãos, enquadra-se também na necessidade que existe de diminuir a pressão no Serviço de Urgência. Está estudada e comprovada a ligação que existe entre a maior procura dos serviços de urgência e a falta de atividade clínica contínua e programada, por exemplo aos fins-de-semana. O funcionamento contínuo de rotina, em todas as áreas de atividade, tem também esse objetivo de melhorar o atendimento na Urgência, evitando que algumas situações sejam atendidas em ambiente urgente, quando os números ainda fazem notar que cerca de 50% dos doentes que acedem ao Serviço de Urgência do Hospital são triados com a cor verde ou azul.

Informação em destaque
Proteção Civil recomenda prevenção face a alerta de mau tempo
14 de Dezembro, 2019
"As paragens onde o tempo habita”
14 de Dezembro, 2019
UMinho oferece cerca de 8 000 brinquedos a crianças da região
14 de Dezembro, 2019
MAS e SCMG celebram 600 anos da capela de S. Brás
13 de Dezembro, 2019
PS Guimarães promove Fórum sobre a Demografia
14 de Dezembro, 2019
Prémio Victor de Sá de História Contemporânea
13 de Dezembro, 2019
Publicidade