Pencelo inaugurou Capela Mortuária e ampliação de Cemitério
15 de Abril, 2018

Na manhã de ontem, sábado, 14 de abril, foi inaugurada a nova Capela Mortuária e a ampliação do Cemitério, na Freguesia de Pencelo. Na inauguração, entre outras individualidades, estiveram presentes Domingos Bragança, Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga, João Miranda, Presidente da Junta de Pencelo, e Firmino Carneiro, antigo Presidente de Junta e atual Presidente da Assembleia de Freguesia. Nas intervenções que assinalaram o momento, D. Jorge Ortiga congratulou-se pelo resultado do diálogo entre a paróquia e as entidades autárquicas, que veio permitir uma solução para crentes e não crentes, num espaço com grande dignidade. “A morte ajuda-nos imenso a pensar na vida. Aproveitem este espaço para refletir, num tempo em que prevalecem os bens imateriais e o consumismo”, disse. Já João Miranda, Presidente da Junta de Pencelo, referiu que as duas inaugurações marcam significativamente a freguesia, dado que eram há muito desejadas pela população. “Hoje, celebramos duas grandes conquistas, possíveis pelo diálogo das entidades, e que hoje podem apresentar estas obras”, fez questão de evidenciar. Domingos Bragança, Presidente da Câmara, colocou a tónica na capacidade que o diálogo tem de operar a mudança, dando destaque ao trabalho do ex-Presidente de Junta, Firmino Machado, que reuniu à mesma mesa todas as entidades que possibilitaram a concretização do sonho. “Que esta ampliação seja mais verde do que construída, que tenha espaços de reflexão, com predomínio do jardim e das suas árvores naturais”, referiu o Edil, numa clara alusão ao simbolismo do local e à necessária paz e harmonia com a natureza, numa altura em que todo o Concelho de Guimarães se foca nas questões ambientais. “Este é um local identitário de Pencelo, com uma Capela Mortuária moderna e muito bem inserida em toda a sua envolvência”, concluiu. A intervenção no cemitério, financiada pela Câmara Municipal, mediante a atribuição de um subsídio de 156.292,00 €, permitiu o aumento de 120 sepulturas e a criação de uma zona de 60 ossários. A construção da Capela Mortuária, junto à igreja, dispõe de uma capacidade para 38 pessoas sentadas no interior e está equipada com casas de banho de apoio ao local. A Câmara Municipal atribuiu um subsídio de 157.713,49 €. Para Firmino Carneiro, ex-Presidente de Junta, estas duas obras vêm resolver um problema para os próximos 100 anos.

Informação em destaque
Três mil docentes e não docentes vacinados até 2ªf em Guimarães
17 de Abril, 2021
Programa de Fruta Escolar nas escolas de Guimarães
17 de Abril, 2021
Covid-19: Guimarães com 55 casos/100 mil habitantes
17 de Abril, 2021
Taipas assinala cinquentenário da homenagem a Ferreira de Castro
17 de Abril, 2021
Coelima: BE quer que Governo garanta postos de trabalho
17 de Abril, 2021
JF S. Torcato e SEPNA sensibilizam para limpeza de terrenos
17 de Abril, 2021
Publicidade