Cérebro de doentes obsessivos mantém conetividade atípica mesmo em repouso
31 de Agosto, 2017

Uma equipa liderada pelo Instituto de Investigação em Ciências da Vida e Saúde (ICVS) da Universidade do Minho mostrou pela primeira vez que o cérebro de doentes com Perturbação Obsessivo-Compulsiva (POC) apresenta padrões atípicos de conetividade mesmo quando está a descansar e que estes padrões se relacionam com alterações da própria estrutura cerebral. O estudo acaba de ser divulgado na revista “Translational Psychiatry”, do grupo Nature, podendo abrir pistas para o desenvolvimento de abordagens terapêuticas mais eficientes. Esta doença afeta 4.4% da população portuguesa. O estudo foi realizado por Pedro Moreira, Paulo Marques, Ricardo Magalhães, José Miguel Soares, Nuno Sousa (todos do ICVS), Carles Soriano Mas (Instituto de Saúde Carlos III, Espanha), além do coordenador Pedro Morgado.

Informação em destaque
Pedro Arezes reconduzido na presidência da EEUM
30 de Setembro, 2022
Bolsas de estudo com candidaturas abertas
30 de Setembro, 2022
PSD:‘descontentamento’ por Guimarães estar fora da Linha de Alta Velocidade
29 de Setembro, 2022
Encontro de Arte Participativa no CCVF
30 de Setembro, 2022
CMG apresenta projeto-piloto à CP para ligação Guimarães-Lordelo
30 de Setembro, 2022
Fafe é palco da 32ª conferência anual da AEMI
30 de Setembro, 2022
Publicidade