CMG acaba com o papel e vai licenciar obras por via digital
06 de Janeiro, 2017

O Salão Nobre da Câmara Municipal de Guimarães lotou a sua capacidade na sessão pública de divulgação e de esclarecimento sobre a submissão e tramitação digital de procedimentos de gestão urbanística que, a partir de segunda-feira, 9 de janeiro, vai permitir o licenciamento de obras através da apresentação digital de documentos, sejam requerimentos ou comunicações de operações de loteamento, obras de urbanização, edificação ou demolição ou ainda autorizações de utilização.

O processo, que terá duas fases de implementação, principia no início da próxima semana com a coexistência da tramitação processual em formato digital com a solução material (papel).

A publicação e entrada em vigor da revisão do regulamento municipal de edificação e urbanização, a realizar em 2017, finalizará este período de transição e de adaptação, iniciando-se a segunda fase do processo com a exclusiva opção de submissão e apresentação de pedidos em formato digital, no âmbito da gestão urbanística.

Informação em destaque
UMinho integra megaconsórcio europeu
20 de Março, 2019
CLAV cria a 1ª residência Artística Terapêutica do país
20 de Março, 2019
Projeto Tabu! entre os eleitos ao prémio de Boas Práticas
20 de Março, 2019
Silva confirmado no Enterro da Gata 2019
18 de Março, 2019
PR entrega Prémio Mundial de Inovação em Engenharia de Pontes
19 de Março, 2019
I Jornadas de Guitarra de Fafe
20 de Março, 2019
Publicidade