Guimarães assinou geminação com Dijon
01 de Novembro, 2016

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, formalizou esta segunda-feira, 31 de outubro, um protocolo de geminação com Dijon, cidade francesa onde nasceu o Conde D. Henrique, pai de D. Afonso Henriques.

Capital da Borgonha, região vinhateira com uma extensão de 60 quilómetros e 600 hectares de espaços verdes, Dijon foi classificada em julho de 2015 como Património Cultural da Humanidade.

A cerimónia de geminação, que contou com a presença do Cônsul do Brasil, Guilherme de Castro Barbosa Paixão, e da Cônsul de Espanha em Borgonha, Lourence Karaubi, além dos vereadores Adelina Paula Pinto e José Bastos, decorreu na Salle des Etats do Município de Dijon, lotada com a presença de membros da Union Luso Française Européenne (ULFE).

O acordo de geminação resulta da assinatura de uma Carta de Amizade e Cooperação, formalizada a 10 de junho de 2011 entre Guimarães e Dijon, iniciando-se uma relação de proximidade sustentada em razões históricas ancestrais.

A pouco menos de duas horas da capital de França, Dijon, conhecida como “Cidade de Arte e de História”, é o local onde nasceu Gustave Eiffel, engenheiro francês que participou na construção da Estátua da Liberdade em Nova Iorque e da Torre Eiffel, em Paris. A relação de amizade e cooperação com Guimarães, que será consolidada através de projetos comuns, na área da educação, ambiente e cultura, resulta também do interesse manifestado pela vasta comunidade portuguesa que reside nesta cidade francesa, com a particularidade de um grande número dos seus membros ser originário da região vimaranense. Entre os 155 mil habitantes, 10 mil são de proveniência portuguesa.

Informação em destaque
Hastear da Bandeira Verde na EB S. Torcato
22 de Abril, 2021
CMG destina 3M euros para reabilitação energética
22 de Abril, 2021
Proximcity: 346 lojas já inscritas na plataforma
22 de Abril, 2021
UMinho organiza I Jornadas Internacionais em Educação Literária
22 de Abril, 2021
PSD acusa maioria socialista de “cegueira política”
22 de Abril, 2021
GNR deteta seis infrações por descargas ilegais
22 de Abril, 2021
Publicidade