PSD exige responsabilização política de gestores da Vimágua
14 de Junho, 2013

O PSD exige a responsabilização política dos gestores da Vimágua que tomaram parte da celebração dos contratos swap com duas instituições bancárias e, no limite, a sua demissão. “Não é possível continuar a assobiar para o lado como se nada fosse. Os vimaranenses preparam-se para eleger os seus representantes municipais e não querem à frente do Município um partido que perante factos concretos que lesam o erário publico em milhões de euros se comporta como se nada tivesse acontecido. Os estatutos da VIMAGUA não permitem celebrar este tipo de contratos, é obrigatório tirar consequências políticas do ocorrido, o Governo de Portugal demitiu os gestores públicos envolvidos na celebração de contratos de swaps, os vimaranenses exigem uma decisão do Presidente do Município acionista com 90% do capital social da VIMAGUA”. Em causa estão, alegadamente, erros de gestão dos responsáveis da VIMAGUA que segundo o PSD, causaram e causam, centenas de milhares de euros de prejuízos aos cofres públicos. De acordo com os dados revelados pelo vereador social democrata, José Manuel Antunes, em quatro anos os prejuízos, decorrentes da celebração dos contratos swap, já ultrapassam 1,8 milhões de euros: “Sobre o contrato de swaps celebrado entre a VIMAGUA e a Caixa Banco de Investimentos SA (CGD), nas suas condições específicas – Anexo I, era perfeitamente claro no dia em que as partes assinaram o contrato as perdas avultadas daí decorrentes para a VIMAGUA. Sobre o valor de 16 milhões de euros a VIMAGUA aceitou pagar aos Bancos um juro de 3,88 % e recebendo em troca no primeiro período de contagem de juros 0,467%. Em 2010 as perdas foram de 460.960,00 €; em 2011 as perdas foram de 410.880,00 €; em 2012 as perdas foram de 388.320,00 €; em 2013 as perdas já estão quantificadas e o seu valor é 555.760,00 €.” Ora, o presidente da câmara municipal, António Magalhães, diz que a Vimágua tem um estatuto de excelência reconhecida por todos, acusando o vereador do PSD de "demagogia" típica do período pré-eleitoral.

Informação em destaque
Jornadas Europeias do Património 2017
22 de Setembro, 2017
Salão Automóvel de Veículos Elétricos e Inteligentes
22 de Setembro, 2017
"Café com Ambiente" na Semana Europeia da Mobilidade
20 de Setembro, 2017
ARCAP estreia "Greve de sexo", de Aristófanes
22 de Setembro, 2017
6ªf: Agenda de Campanha
22 de Setembro, 2017
CS D.Manuel Monteiro de Castro promove "Caminhada Solidária"
22 de Setembro, 2017
Publicidade