Seis propostas vencedoras na 4ª edição do Orçamento Participativo de Guimarães
11 de Outubro, 2016

Seis propostas, cinco no âmbito da sustentabilidade ambiental e uma relacionada com voluntariado e solidariedade, obtiveram uma votação superior a meio milhar de votos, limite mínimo regulamentado para apurar as candidaturas vencedoras na quarta edição do Orçamento Participativo (OP) de Guimarães, cuja fase de votação terminou no passado dia 06 de outubro. As seis propostas vencedoras pertencem aos cidadãos Maria de Fátima Saldanha Cardoso (“Urbanismo, reabilitação e requalificação urbana”, com 820 votos), Cristina Cunha (“Lúdico-Desportivo”, com 630 votos), José Luís Oliveira Pereira (“Vamos Alegrar o Agrela”, com 614 votos), Inês Isabel Pereira Marques (“Olimpíadas Seniores”, com 601 votos), Adelino Pereira Costinha Névoa (“BatocaPark”, com 587 votos) e Maria Fernanda da Cunha Fernandes Pinto (“Reabilitação do Rio Selho”, com 529 votos). A proposta “Urbanismo, reabilitação e requalificação urbana”, com um valor estimado de 29 mil euros, tem por objetivo a regeneração do espaço desportivo que se situa no parque de lazer da vila de Brito, recriando um espaço de convívio intergeracional onde se possam promover e dinamizar atividades de carácter desportivo e cultural. Em Serzedelo, o projeto “Lúdico-Desportivo”, orçamentado em 31 mil euros, destina-se à criação de um local vocacionado à prática desportiva, no coração da vila, passando pela requalificação do espaço público. Com um valor aproximado de 50 mil euros, a proposta “Vamos alegrar o Agrela”, na freguesia de Barco), tem por finalidade reconstruir o açude, limpar e consolidar as margens da bacia do rio Agrela e limpar o terreno envolvente. Já a proposta de solidariedade “Olimpíadas Seniores”, com um orçamento estimado de 50 mil euros, visa todo o território concelhio, com a realização de atividades destinadas a toda a comunidade sénior das diversas instituições de Guimarães. Em Candoso São Martinho, a o projeto “BatocaPark”, também com um orçamento de 50 mil euros, prevê a requalificação do espaço junto à ponte do Reboto até à Quinta de Queimado, com a criação de um parque desportivo, limpeza das margens do rio e a construção de uma ponte em madeira no final do percurso. Com um valor previsto de 33 mil euros, a proposta de “Reabilitação do Rio Selho” visa a intervenção no curso do rio Selho, na área que atravessa a freguesia, entre o Lugar de Minotes (no limite com Pencelo) e o Lugar das Oliveiras (no limite com Creixomil), num troço de aproximadamente 4 quilómetros, requalificando e limpando as margens do percurso.

Informação em destaque
Detenções por condução sob o efeito do álcool
27 de Março, 2017
Deputado Pedro Soares visita à ETAR de Serzedo
27 de Março, 2017
Secretário de Estado da Juventude e Desporto no distrito de Braga
27 de Março, 2017
Exposição “Leonardo da Vinci. O Inventor”
27 de Março, 2017
Daniel Salazar é o candidato da CDU a Ponte
27 de Março, 2017
Guimarães assinala "Hora do Planeta"
25 de Março, 2017
Publicidade