Guimarães com elevador panorâmico na Torre de Alfândega
05 de Setembro, 2016

A Torre de Alfândega, com a afixação nas suas pedras da inscrição “Aqui Nasceu Portugal”, vai poder ser visitada. Terá uma utilização pública com uma exposição e uma explicação detalhada do que consiste a muralha de Guimarães, bem como as suas torres defensivas, podendo ser visitável por pessoas com mobilidade reduzida através de um elevador panorâmico que permitirá uma leitura diferente do interior da torre e que será colocado a partir da Rua do Anjo, de onde será efetuado o acesso público.

A proposta contempla a visualização e fruição interior dos seus muros em granito, garantindo a acessibilidade ao interior da torre até ao último piso (terraço) no qual se detém a vista sobre a Alameda de S. Dâmaso, Largo do Toural, rua do Anjo, Castelo, Paço dos Duques e restante edificado envolvente, podendo ainda observar-se as suas coberturas e texturas diferenciadas.

O edifício que se ergueu no interior do muro da torre deixará de existir e será criada uma caixa de escadas em ferro que introduz um percurso ao longo dos pisos e permitirá uma interpretação diferenciada, piso a piso, do património construído.

Os materiais utlizados interiormente terão a mesma linguagem e materiais previstos para o percurso pedonal no adarve, no tramo da Muralha de Guimarães, cuja intervenção será visitável através de um passadiço ao longo da Avenida Alberto Sampaio.

Estes dois projetos, já com parecer favorável da DGPC - Direção Geral do Património Cultural, serão candidatados ao programa comunitário Portugal 2020 - Património Cultural, conjuntamente com a Casa da Rua Nova e o projeto “Hereditas - Inventário do Património de Guimarães”, que reunirá todo o património do concelho com o objetivo de disponibilizar publicamente toda a informação sobre os recursos existentes.

A Casa da Rua Nova, por sua vez, será um Centro Interpretativo do Centro Histórico onde as pessoas poderão conhecer as metodologias e técnicas adotadas na sua reconstrução, que o tornam numa referência de boas práticas ao nível da reabilitação.

Informação em destaque
UMinho integra megaconsórcio europeu
20 de Março, 2019
CLAV cria a 1ª residência Artística Terapêutica do país
20 de Março, 2019
Projeto Tabu! entre os eleitos ao prémio de Boas Práticas
20 de Março, 2019
Silva confirmado no Enterro da Gata 2019
18 de Março, 2019
PR entrega Prémio Mundial de Inovação em Engenharia de Pontes
19 de Março, 2019
I Jornadas de Guitarra de Fafe
20 de Março, 2019
Publicidade