Helena Roseta garante lei de arrendamento apoiado mais justa
10 de Maio, 2016

A coordenadora do Grupo Parlamentar de Trabalho sobre Habitação, Reabilitação Urbana e Políticas de Cidades, a deputada socialista Helena Roseta, garantiu ontem em Gondar, Guimarães, que a proposta de novo regime do arrendamento apoiado em que está a trabalhar «será muito mais justo» para os inquilinos do que aquele que se encontra em vigor.

A parlamentar participou numa sessão de esclarecimento sobre a nova proposta de lei, na sede da Associação de Moradores do Bairro da Emboladoura, em Gondar, numa iniciativa dos deputados vimaranenses eleitos pelo Partido Socialista, Sónia Fertuzinhos e Luís Soares.

«Vamos rever a lei em função dos rendimentos líquidos e não dos rendimentos brutos», assumiu Helena Roseta, lembrando que «o que pesa aqui nem sequer são os impostos, é o problema dos rendimentos que não são permanentes, é o problema de somar como rendimento algo que aconteceu num ano e que no ano seguinte já não existe».

«As famílias não podem fazer frente a uma renda permanente por conta de rendimentos que já não têm», disse Helena Roseta, tranquilizando os moradores dos bairros da Emboladoura, da Zona Urbana da Conceição e de São Gonçalo, todos em Guimarães.

Os deputados socialistas naturais de Guimarães assumiram, neste contexto, o compromisso de questionar o Governo da disponibilidade para transferir para a Câmara Municipal de Guimarães a gestão do Bairro da Emboladoura, em Gondar.

Luís Soares, em representação dos deputados eleitos pelo Partido Socialista no Círculo de Braga e líder desta iniciativa que trouxe Helena Roseta a debater o regime de arrendamento apoiado em Guimarães, fez questão de afirmar que estará ao lado dos moradores «na reivindicação de uma lei mais justa e pela defesa da requalificação dos bairros sociais.

Informação em destaque
S. João, em Covas
22 de Junho, 2018
Trânsito condicionado devido a realização da Feira Afonsina
22 de Junho, 2018
Feira Afonsina sob o tema “O Tratado de Zamora”
21 de Junho, 2018
CMG atribui maior subsídio de sempre às instituições culturais e recreativas
22 de Junho, 2018
Ministro do Ensino Superior na sessão solene do 24 de Junho
22 de Junho, 2018
Lisboa é Capital Verde Europeia 2020
22 de Junho, 2018
Publicidade