Sistema PAYT no Centro Histórico com resultados muito positivos
06 de Maio, 2016

O novo tarifário do serviço de recolha de resíduos no Centro Histórico de Guimarães, o sistema designado de “PAYT”, está no terreno há um mês e, segundo a autarquia, com resultados ‘francamente positivos’.

Uma percentagem muito significativa da população residente e dos comerciantes já aderiram tendo a recolha de resíduos valorizáveis (recolha seletiva) quase que duplicado entre fevereiro e abril e a deposição de resíduos indiferenciados (domésticos) diminuído cerca de 20 toneladas.

No final do mês de fevereiro, a Vitrus Ambiente, entidade gestora do sistema, recolheu 1 tonelada de plástico, 5.8 toneladas de vidro e 3 toneladas de papel/cartão, num total de 9.8 toneladas de resíduos valorizáveis.

No final de abril, recolheu 4.5 toneladas de plástico, 9.4 toneladas de vidro e 4.4 toneladas de papel/cartão, num total de 18.3 toneladas de resíduos valorizáveis, num aumento superior a 86%, daqui resultando que a distribuição de mini ecopontos por todas as habitações e estabelecimentos comerciais, as campanhas de sensibilização para a separação de resíduos e a introdução dos sacos de plástico para lixo doméstico com tarifa incluída foi bem-sucedida.

De igual modo o resultado é bastante animador na recolha de resíduos domésticos. Em fevereiro, foram recolhidas 58 toneladas e, em abril, apenas 37.6 toneladas, num decréscimo de 35%.

O estudo e a avaliação de sistemas idênticos noutros países europeus referem que o PAYT resulta, ao final de um ano, num aumento de 30% da recolha seletiva e numa redução de 15% nos resíduos domésticos, valores largamente superados neste primeiro mês no Centro Histórico de Guimarães, numa altura em que o sistema ainda tem alguns constrangimentos e dificuldades que a Câmara Municipal e a Vitrus estão a tentar ultrapassar.

Ainda existem cidadãos e comerciantes que não utilizam os sacos tarifados, ainda se verifica a colocação de resíduos em horários inapropriados ou a deslocalização da colocação de resíduos para áreas exteriores ao Centro Histórico.

Informação em destaque
Vimágua investe na extensão de redes em Ronfe
05 de Junho, 2020
Covid-19: Guimarães sem novos casos
05 de Junho, 2020
Alunos da UMinho apresentam criações de moda
05 de Junho, 2020
ASMAV: ‘Está corrupção a ameaçar a democracia?’
05 de Junho, 2020
Conselho Consultivo para a Economia reúne esta sexta-feira
05 de Junho, 2020
UMinho abre inscrições para provas dos maiores de 23 anos
05 de Junho, 2020
Publicidade