Câmara transforma prédio social num edifício com eficiência energética
04 de Abril, 2016

O Município de Guimarães arranca esta segunda-feira, 04 de abril, com uma obra que reabilitará o Bloco Habitacional de Urgezes, através da implementação de fontes de energia renováveis, com recurso à instalação de coletores solares térmicos e de painéis fotovoltaicos.

A intervenção, orçada em cerca de 140 mil euros, valor ao qual acresce a taxa de IVA em vigor, tem um prazo de execução de três meses e contempla a instalação de um sistema solar térmico que permitirá o aquecimento das águas sanitárias, bem como um modelo de autoconsumo com baterias recorrendo a painéis fotovoltaicos para a produção de energia elétrica, destinada ao abastecimento das áreas comuns do prédio, ou seja, às zonas de condomínio.

Os moradores passarão a ter um edifício social energeticamente eficiente, o que representará, como consequência direta, uma redução no custo da fatura energética.

A obra exterior prevê o reforço da resistência térmica da fachada e da cobertura do edifício e o tratamento das pontes térmicas, com aplicação de isolamento térmico nas caixas de estore e caixilharias. Na cobertura, proceder-se-á à substituição integral da telha, caleiras, remates e colocação de isolamento térmico no desvão do telhado.

Ao nível da cave, o projeto definiu a criação de um acesso automóvel, a poente do edifício, em cubo de granito, garantindo assim uma mais-valia para os utilizadores do edifício. O teto da cave será também melhorado com a colocação de placas rígidas de isolamento térmico e acústico.

Informação em destaque
Parlamento dos Jovens no Colégio do Ave
18 de Janeiro, 2019
Concurso de Ideias Projeto Empreendedorismo 2018/19
17 de Janeiro, 2019
“Portugal 2020 – Incentivos ao Investimento”
16 de Janeiro, 2019
Noite de Reis na ADCL
18 de Janeiro, 2019
Estrutura de Missão convoca vimaranenses
18 de Janeiro, 2019
Prisão preventiva para suspeitos de tráfico
18 de Janeiro, 2019
Publicidade