Câmara transforma prédio social num edifício com eficiência energética
04 de Abril, 2016

O Município de Guimarães arranca esta segunda-feira, 04 de abril, com uma obra que reabilitará o Bloco Habitacional de Urgezes, através da implementação de fontes de energia renováveis, com recurso à instalação de coletores solares térmicos e de painéis fotovoltaicos.

A intervenção, orçada em cerca de 140 mil euros, valor ao qual acresce a taxa de IVA em vigor, tem um prazo de execução de três meses e contempla a instalação de um sistema solar térmico que permitirá o aquecimento das águas sanitárias, bem como um modelo de autoconsumo com baterias recorrendo a painéis fotovoltaicos para a produção de energia elétrica, destinada ao abastecimento das áreas comuns do prédio, ou seja, às zonas de condomínio.

Os moradores passarão a ter um edifício social energeticamente eficiente, o que representará, como consequência direta, uma redução no custo da fatura energética.

A obra exterior prevê o reforço da resistência térmica da fachada e da cobertura do edifício e o tratamento das pontes térmicas, com aplicação de isolamento térmico nas caixas de estore e caixilharias. Na cobertura, proceder-se-á à substituição integral da telha, caleiras, remates e colocação de isolamento térmico no desvão do telhado.

Ao nível da cave, o projeto definiu a criação de um acesso automóvel, a poente do edifício, em cubo de granito, garantindo assim uma mais-valia para os utilizadores do edifício. O teto da cave será também melhorado com a colocação de placas rígidas de isolamento térmico e acústico.

Informação em destaque
GASMAVE entrega Viseiras e máscaras a instituições
29 de Março, 2020
COVID-19: Guimarães regista 70 casos confirmados
29 de Março, 2020
200 inscritos para colaborar com a Rede de Apoio Social
28 de Março, 2020
Urbanismo CMG: Prazos de processos em papel suspensos
26 de Março, 2020
Centro de Saúde da Amorosa com Área Dedicada à COVID-19
28 de Março, 2020
Relógios adiantam uma hora na próxima madrugada
28 de Março, 2020
Publicidade