Programa base para a requalificação do centro das Taipas propõe mais área para circular a pé
23 de Março, 2016

Aumentar a área de circulação pedonal em 45 por cento comparativamente com o perfil atual e diminuir o pavimento rodoviário em 60 por cento é um dos objetivos propostos pelo programa base de requalificação do Centro Cívico das Taipas que a Câmara Municipal de Guimarães apresentou publicamente aos habitantes da vila e que se encontra em apreciação para recolha de eventuais contributos.

A proposta contempla a criação de um novo largo entre o Centro Comercial Passerelle e a zona dos atuais semáforos, no cruzamento da rua Professor Manuel José Pereira com o início da rua Comandante Carvalho Crato.

Esta nova centralidade devolve o espaço público aos cidadãos, surgindo ali novas esplanadas e uma diferente arborização, e elimina neste local o acesso rodoviário, com os automobilistas a terem de recorrer à Circular, se eventualmente pretenderem seguir a direção de Braga, estando na Avenida da República.

A transformação proposta no centro da vila preserva, contudo, elementos históricos das Taipas, como é o caso da capela de Santo António, demolida em 1917, mas cuja simbologia ficará perpetuada no seu local por um escadario, contíguo ao novo largo público.

O programa base prevê, também, que a qualidade do novo Centro Cívico da Vila das Taipas deve recuperar a importância do recurso hídrico preexistente, nomeadamente o rio Ave e a Ribeira da Canhota, assim como o seu papel estruturante na caracterização do espaço, na memória e no património coletivo.

Informação em destaque
Mudanças no Arquivo Clínico do HSO permitem poupar 50 mil euros
25 de Março, 2017
2ª edição da Feira da Época em Nespereira
25 de Março, 2017
“Open Weekend” na UMinho em Guimarães e Braga
25 de Março, 2017
"Festa da Francesinha" em Urgezes
25 de Março, 2017
PS recandidata Joaquina Antunes à UFBriteiros S. Salvador e Santa Leocádia
25 de Março, 2017
Guimarães assinala "Hora do Planeta"
25 de Março, 2017
Publicidade