Público vai poder circular no topo da muralha de Guimarães
17 de Março, 2016

O Município de Guimarães está a ultimar a elaboração de um projeto que vai permitir a circulação pública em segurança no topo da muralha existente na Avenida Alberto Sampaio.

O percurso será efetuado pelo adarve, caminho de ronda estreito, onde será possível caminhar pela muralha, junto às ameias, no troço entre a Câmara Municipal, Colegiada da Oliveira e o Museu de Alberto Sampaio.

A Autarquia está a trabalhar o projeto juntamente com a “Muralha – Associação de Guimarães para a Defesa do Património” e com Miguel Bastos, autor da proposta “À Volta da Muralha”, apresentada em 2014 no âmbito do Orçamento Participativo. Há dois anos, o projeto não foi um dos vencedores, mas a ideia de proporcionar um miradouro sobre a cidade manteve-se e será formalizada, este ano, através de uma candidatura a apoios comunitários, no âmbito do património cultural.

O percurso do pano da muralha, com 250 metros de extensão, será feito através de uma estrutura de madeira interior, com a gravação no pavimento do nome e do local das torres anteriormente ali existentes, o que permitirá interpretar melhor o que foi o sistema defensivo, além de perpetuar a sua memória.

Numa segunda fase, pretende-se concretizar o acesso público à Torre da Alfândega, na Alameda de São Dâmaso, no topo do muramento onde se pode ler a inscrição “Aqui Nasceu Portugal”.

Informação em destaque
Prémio Príncipe da Beira com candidaturas abertas
23 de Janeiro, 2019
Abertas as inscrições para Prémio Nacional da BIG
23 de Janeiro, 2019
Detidos em Guimarães por tráfico de estupefacientes
22 de Janeiro, 2019
Exposição 'Monges e Guerreiros' no Paço dos Duques
23 de Janeiro, 2019
Espaço Empresa com 400 atendimentos em nove meses
22 de Janeiro, 2019
Triciclo até Março em Barcelos
22 de Janeiro, 2019
Publicidade