Público vai poder circular no topo da muralha de Guimarães
17 de Março, 2016

O Município de Guimarães está a ultimar a elaboração de um projeto que vai permitir a circulação pública em segurança no topo da muralha existente na Avenida Alberto Sampaio.

O percurso será efetuado pelo adarve, caminho de ronda estreito, onde será possível caminhar pela muralha, junto às ameias, no troço entre a Câmara Municipal, Colegiada da Oliveira e o Museu de Alberto Sampaio.

A Autarquia está a trabalhar o projeto juntamente com a “Muralha – Associação de Guimarães para a Defesa do Património” e com Miguel Bastos, autor da proposta “À Volta da Muralha”, apresentada em 2014 no âmbito do Orçamento Participativo. Há dois anos, o projeto não foi um dos vencedores, mas a ideia de proporcionar um miradouro sobre a cidade manteve-se e será formalizada, este ano, através de uma candidatura a apoios comunitários, no âmbito do património cultural.

O percurso do pano da muralha, com 250 metros de extensão, será feito através de uma estrutura de madeira interior, com a gravação no pavimento do nome e do local das torres anteriormente ali existentes, o que permitirá interpretar melhor o que foi o sistema defensivo, além de perpetuar a sua memória.

Numa segunda fase, pretende-se concretizar o acesso público à Torre da Alfândega, na Alameda de São Dâmaso, no topo do muramento onde se pode ler a inscrição “Aqui Nasceu Portugal”.

Informação em destaque
50ª sessão do Café Memória de Guimarães
22 de Fevereiro, 2020
Contratos para apoio a clubes e associações desportivas
22 de Fevereiro, 2020
Rali Sprint: condenados pela morte de três espectadores
22 de Fevereiro, 2020
Dia de Creixomil assinala-se este sábado
22 de Fevereiro, 2020
AM aprova moção de condenação ao racismo
22 de Fevereiro, 2020
AAELG promove plantação de pinheiros
22 de Fevereiro, 2020
Publicidade