BE questiona governo sobre atendimento a utente com aneurisma no Hospital de Guimarães
16 de Março, 2016

O Bloco de Esquerda questionou o governo sobre o atendimento a uma utente com aneurisma no Hospital de Guimarães.

O caso remonta a 10 de março, quando uma mulher com 72 anos foi levada pelos bombeiros ao Hospital da Senhora da Oliveira, em Guimarães, uma vez que não conseguia andar, tinha dor de cabeça e arrastava a fala.

Nas urgências, foi triada com uma pulseira verde, ou seja, o caso foi triado como pouco urgente devendo ser visto no período de duas horas. No entanto, segundo o Bloco, ‘as horas passaram-se e a cidadã só fez os primeiros exames cerca das 19h00.

A estas análises seguiu-se um TAC e um raio-x. Por volta das 21h00, a filha que acompanhava a doente apercebeu-se de que a mãe não reagia e não falava.

Concluindo-se que teve um aneurisma que rompeu, os serviços hospitalares deram ordem de transferência para o Hospital de Braga, uma vez que não existe neurocirurgia em Guimarães.

A senhora foi intervencionada e encontra-se com prognóstico reservado, no Hospital de Braga’.

O Bloco de Esquerda considera que é necessário aferir as circunstâncias que levaram a esta situação bem como saber se o Hospital de Guimarães e/ou Inspeção Geral das Atividades em Saúde vão abrir um inquérito a esta situação.

Informação em destaque
Pneumologia do HSO ganhou prémio em Congresso
20 de Julho, 2017
Programa de Apoio ao Empreendedorismo
20 de Julho, 2017
PubhD discute proteínas do cérebro e homofobia no emprego
20 de Julho, 2017
Exposição ‘O culto da memória’
21 de Julho, 2017
Bolsa e Banco de Terras de Guimarães
21 de Julho, 2017
“As tardes da Titi”, em Arosa
21 de Julho, 2017
Publicidade