BE questiona governo sobre atendimento a utente com aneurisma no Hospital de Guimarães
16 de Março, 2016

O Bloco de Esquerda questionou o governo sobre o atendimento a uma utente com aneurisma no Hospital de Guimarães.

O caso remonta a 10 de março, quando uma mulher com 72 anos foi levada pelos bombeiros ao Hospital da Senhora da Oliveira, em Guimarães, uma vez que não conseguia andar, tinha dor de cabeça e arrastava a fala.

Nas urgências, foi triada com uma pulseira verde, ou seja, o caso foi triado como pouco urgente devendo ser visto no período de duas horas. No entanto, segundo o Bloco, ‘as horas passaram-se e a cidadã só fez os primeiros exames cerca das 19h00.

A estas análises seguiu-se um TAC e um raio-x. Por volta das 21h00, a filha que acompanhava a doente apercebeu-se de que a mãe não reagia e não falava.

Concluindo-se que teve um aneurisma que rompeu, os serviços hospitalares deram ordem de transferência para o Hospital de Braga, uma vez que não existe neurocirurgia em Guimarães.

A senhora foi intervencionada e encontra-se com prognóstico reservado, no Hospital de Braga’.

O Bloco de Esquerda considera que é necessário aferir as circunstâncias que levaram a esta situação bem como saber se o Hospital de Guimarães e/ou Inspeção Geral das Atividades em Saúde vão abrir um inquérito a esta situação.

Informação em destaque
Mulher que ateou fogo à casa com os filhos lá dentro fica em liberdade
25 de Abril, 2017
Detenção por resistência e coação a Agente de Autoridade
24 de Abril, 2017
“Livre com um Livro” na PAC
23 de Abril, 2017
"Culminar" de Guilherme Glória
25 de Abril, 2017
Comemorações 25 de Abril
25 de Abril, 2017
‘Sons da Liberdade’ no CCVF
24 de Abril, 2017
Publicidade