Conselho Consultivo reuniu ontem na UM
20 de Novembro, 2015

Juntar o conhecimento científico da Universidade do Minho à experiência das empresas têxteis, criando através da tecnologia mais produtos inovadores, permitirá transformar a região do Vale do Ave na «Fábrica da Europa», tendo como referência o concelho de Guimarães, «coração da indústria têxtil em Portugal», onde está concentrada «80% das empresas» que laboram neste setor.

Esta foi uma das conclusões que resultaram da quinta reunião do Conselho Consultivo para o Investimento e Emprego, promovida pelo Presidente do Município de Guimarães, que decorreu no Polo de Azurém da UMinho, esta quinta-feira, 19 de novembro, subordinada ao tema “A importância dos cursos têxteis na economia nacional”, reunindo mais de meia centena de participantes.

Durante o encontro, foi abordada a importância de continuar a beneficiar os laboratórios do Departamento de Engenharia Têxtil e o Centro de Ciência e Tecnologia Têxtil, com o objetivo de gerar novas gerações de profissionais do ramo.

Informação em destaque
CMG assina protocolo para consultas de saúde oral
18 de Dezembro, 2018
Guimarães e Braga avançam com Programa dos Sacro Montes
17 de Dezembro, 2018
‘Caldas das Taipas, Vila Natal’
16 de Dezembro, 2018
Exposição 'Monges e Guerreiros' no Paço dos Duques
18 de Dezembro, 2018
Apresentação pública da Estrutura de Missão Guimarães 2030
18 de Dezembro, 2018
“Ser estudante no Ensino Superior” em debate na UMinho
18 de Dezembro, 2018
Publicidade