Executivo divergente na questão da videovigilância
16 de Novembro, 2015

Com o intuito de avaliar as questões de segurança no Centro Histórico, o autarca vimaranense está a proceder a uma série de reuniões para ouvir entidades, comerciantes e forças vivas sobre esta matéria.

A questão da videovigilância tem sido posta em cima da mesa nas últimas semanas. Domingos Bragança refere que é necessário fazer mais, para que não se fique com a sensação de que Guimarães é uma cidade insegura.

O assunto, que esteve em discussão na última reunião de câmara, mereceu também a apreciação dos partidos da oposição. Na ocasião, o vereador do PSD, André Coelho Lima, voltou a referir que é defensor da videovigilância no Centro Histórico de Guimarães, mas que é uma discussão que deve ser aberta, para se avaliar a questão da segurança com base em fundamentos concretos.

Opinião contrária tem o vereador da CDU. Torcato Ribeiro diz ser contra a instalação da videovigilância, por colidir com a salvaguarda da privacidade no espaço público.

Informação em destaque
Do palco e do cinema para o pátio e os jardins do CCVF
10 de Julho, 2020
Bairro C debate "Visão de Cidade" e "Visão de Futuro"
10 de Julho, 2020
ACTG alerta para burla
09 de Julho, 2020
MAS: Inauguração da Exposição do Museu à Noite
10 de Julho, 2020
Isenção de taxas de ocupação no Mercado e na Feira
10 de Julho, 2020
Programação regular está de volta ao CLAV
10 de Julho, 2020
Publicidade