Executivo divergente na questão da videovigilância
16 de Novembro, 2015

Com o intuito de avaliar as questões de segurança no Centro Histórico, o autarca vimaranense está a proceder a uma série de reuniões para ouvir entidades, comerciantes e forças vivas sobre esta matéria.

A questão da videovigilância tem sido posta em cima da mesa nas últimas semanas. Domingos Bragança refere que é necessário fazer mais, para que não se fique com a sensação de que Guimarães é uma cidade insegura.

O assunto, que esteve em discussão na última reunião de câmara, mereceu também a apreciação dos partidos da oposição. Na ocasião, o vereador do PSD, André Coelho Lima, voltou a referir que é defensor da videovigilância no Centro Histórico de Guimarães, mas que é uma discussão que deve ser aberta, para se avaliar a questão da segurança com base em fundamentos concretos.

Opinião contrária tem o vereador da CDU. Torcato Ribeiro diz ser contra a instalação da videovigilância, por colidir com a salvaguarda da privacidade no espaço público.

Informação em destaque
Sessão com Edgar Morin adiada para quinta-feira
20 de Novembro, 2019
Seminário Internacional: “Cidades Ativas, pessoas (mais) Felizes”
20 de Novembro, 2019
EB1 da Pegada vai hastear Bandeira Verde
20 de Novembro, 2019
Exposição "Antigos Instrumentos de Tortura"
20 de Novembro, 2019
Conselho Consultivo para o Investimento e Emprego
20 de Novembro, 2019
Secretária de Estado para a Integração na UMinho
19 de Novembro, 2019
Publicidade