Guimarães inicía caminho para Capital Verde Europeia em 2020
06 de Junho, 2015
A Câmara de Guimarães apresentou ontem, numa sessão pública que decorreu no Grande Auditório do CCVF, o projeto “Guimarães Mais Verde” e o plano de ação que sustentará, em 2017, a candidatura a Capital Verde Europeia 2020.
 
A sessão, que contou com as intervenções do Prémio Nobel da Paz 2007, Mohan Munasinghe, do reitor da Universidade do Minho, António Cunha e do autarca vimaranense, Domingos Bragança, foi inaugurada pelo vice-presidente do municipío de Guimarães, que apresentou o projecto “Guimarães Mais Verde”.
Na ocasião, Amadeu Portilha apontou que esta candidatura e o caminho que se começa a percorrer em Guimarães só é possível com o envolvimento de todos os vimaranenses.
 
José Mendes, Vice-reitor da UMinho, apresentou o plano de acção da candidatura a Capital Verde Europeia 2020. Um plano composto por 12 áreas de indicadores, referentes às alterações climáticas, ao transporte, à qualidade do ar, às áreas urbanas verdes, à qualidade do ambiente acústico, à gestão da água, ao tratamento das águas residuais, desempenho energético, emprego sustentável e gestão ambiental.
Informação em destaque
Provedora da SCMG faleceu
12 de Novembro, 2018
Guimarães acolhe I Edição do "Wine Fair"
12 de Novembro, 2018
XX Colóquio de Outono reflete sobre a paz e liberdade
12 de Novembro, 2018
Exposição 'Monges e Guerreiros' no Paço dos Duques
12 de Novembro, 2018
Posicionamento da Marca de Turismo de Guimarães
12 de Novembro, 2018
“Há Teatro n'Aldeia”
12 de Novembro, 2018
Publicidade