Guimarães inicía caminho para Capital Verde Europeia em 2020
06 de Junho, 2015
A Câmara de Guimarães apresentou ontem, numa sessão pública que decorreu no Grande Auditório do CCVF, o projeto “Guimarães Mais Verde” e o plano de ação que sustentará, em 2017, a candidatura a Capital Verde Europeia 2020.
 
A sessão, que contou com as intervenções do Prémio Nobel da Paz 2007, Mohan Munasinghe, do reitor da Universidade do Minho, António Cunha e do autarca vimaranense, Domingos Bragança, foi inaugurada pelo vice-presidente do municipío de Guimarães, que apresentou o projecto “Guimarães Mais Verde”.
Na ocasião, Amadeu Portilha apontou que esta candidatura e o caminho que se começa a percorrer em Guimarães só é possível com o envolvimento de todos os vimaranenses.
 
José Mendes, Vice-reitor da UMinho, apresentou o plano de acção da candidatura a Capital Verde Europeia 2020. Um plano composto por 12 áreas de indicadores, referentes às alterações climáticas, ao transporte, à qualidade do ar, às áreas urbanas verdes, à qualidade do ambiente acústico, à gestão da água, ao tratamento das águas residuais, desempenho energético, emprego sustentável e gestão ambiental.
Informação em destaque
Cientistas falam de construções antissísmicas e tratamento do cancro
17 de Fevereiro, 2018
Guimarães reduziu emissões de carbono em 20%
17 de Fevereiro, 2018
Nova fase do Programa MIT Portugal assinalada em Guimarães
16 de Fevereiro, 2018
Quarteto de Cordas de Guimarães vai atuar na Polónia
15 de Fevereiro, 2018
CMG aprova regulamento para Centro de Recolha Oficial
14 de Fevereiro, 2018
Fim-de-semana da Lampreia em Barcelos
16 de Fevereiro, 2018
Publicidade