AAAF: PSD e CDS sugerem que CMG assuma pagamento dos direitos dos funcionários
26 de Maio, 2015

Os vereadores da Coligação Juntos por Guimarães sugerem que Câmara Municipal assuma o pagamento dos direitos dos funcionários das Atividades de Animação e Apoio à Família. A proposta foi apresentada, esta terça-feira, em conferência de imprensa.

Depois da Câmara Municipal de Guimarães ter aberto um concurso para contratação de 40 assistentes operacionais para exercerem funções de acompanhamento de crianças, a partir de 2016, terão que ser dispensados alguns dos funcionários que atualmente exercem essas funções.

A proposta do município é que sejam as juntas e as associações de pais a assumir o encargo com os trabalhadores que não forem seleccionados. No entanto, aos vereadores da Coligação não concordam: “Consideramos que, se estas entidades estão a prestar este serviço por delegação de competências da Câmara, deve ser a Câmara a assumir os encargos financeiros relativos ao despedimento destes trabalhadores.”, explica Helena Soeiro.

Segundo a vereadora, aquilo que os dois partidos da oposição pretendem é que “seja votada uma deliberação para que a Câmara assuma os encargos financeiros inerentes ao despedimento de todas as pessoas que, neste momento, estão a exercer as suas funções e que não forem seleccionadas através do concurso de recrutamento de assistentes operacionais para as escolas”.

Informação em destaque
Grupo Folclórico de Souto celebra 60 anos
19 de Maio, 2019
Confraternização de Ponte a S. Torcato realiza-se domingo
19 de Maio, 2019
AVCPV constrói ‘passadeira solidária’
19 de Maio, 2019
Festas em honra de Nossa Senhora de Fátima - Tabuadelo
18 de Maio, 2019
Eleições Europeias: ações de campanha em Guimarães
18 de Maio, 2019
Prémio Príncipe da Beira com candidaturas abertas
19 de Maio, 2019
Publicidade