Aprovada proposta de “repúdio” pela exclusão da Fraterna
22 de Março, 2013
Foi aprovada esta quinta-feira, em reunião de câmara, a proposta onde o executivo manifesta repúdio pelo “caracter discriminatório” com que o Centro Distrital da Segurança Social excluiu a Fraterna do Programa de Ajuda Alimentar a Carenciados. A proposta foi aprovada com os votos a favor do PS e da CDU. O PSD votou contra. O autarca vimaranense, António Magalhães, tem agora como objectivo remeter a queixa ao Presidente da República, ao Primeiro – Ministro, e à Comissão Europeia, mas mostra-se convicto que a situação será corrigida. A CDU votou a favor da proposta por considerar que “este retirar de competências à Fraterna” não é o caminho para resolver os problemas sociais. Já o PSD, que votou contra a proposta, fundamentou a sua posição com facto de a proposta apresentada pelo executivo conter algumas imprecisões, concretamente quanto ao número de famílias abrangidas por este Programa de Apoio a Carenciados.
Informação em destaque
Catarina Martins debate o futuro da esquerda em Guimarães
27 de Abril, 2018
Secretária de Estado da Saúde visita HSO
26 de Abril, 2018
Assembleia de Freguesia da UF Cidade
26 de Abril, 2018
Abril com Cantigas do Maio no Paço dos Duques
27 de Abril, 2018
Assembleia Municipal reúne esta sexta-feira
27 de Abril, 2018
Braga lança concurso “Sonhos nos Pés”
24 de Abril, 2018
Publicidade