CMG: providência cautelar para travar fecho de escolas
10 de Julho, 2014
A Câmara de Guimarães já interpôs uma providência cautelar para travar o encerramento de escolas do concelho. O documento foi apresentado ontem, quarta-feira, e em causa estão as escolas de Gonça, Rendufe e Souto S. Salvador, todas previsivelmente com mais de 21 alunos no próximo ano lectivo.
O autarca Domingos Bragança, defende que a lei é para cumprir e que não responde a esta ilegalidade do governo.
Por parte da oposição, a vereadora da coligação PSD-CDS, Helena Soeiro, congratula-se com esta providência cautelar, mas condena o facto de a sua apresentação ter demorado cerca de um mês.
Informação em destaque
Incêndio: bombeiros combateram chamas em unidade fabril
25 de Maio, 2019
Festas em Honra de Nossa Srª do Rosário
25 de Maio, 2019
Serviço Municipal de Proteção Civil alerta para o tempo quente
25 de Maio, 2019
MAS inaugura 'Singular do Plural'
24 de Maio, 2019
Eleições Europeias_: Último dia de Campanha
24 de Maio, 2019
UM-Cidades: ciclo sobre territórios inteligentes e sustentáveis
24 de Maio, 2019
Publicidade