Jerónimo de Sousa acusa Governo de "crime social e financeiro"
08 de Fevereiro, 2014
O secretário-geral do PCP acusou na sexta-feira o Governo de cometer um "crime social, económico e financeiro", de seguir uma política fundada na "mentira" e "mistificação" para enganar os portugueses e impor uma política de empobrecimento do povo. Em Guimarães, durante um comício do PCO, Jerónimo de Sousa responsabilizou o Presidente da República por colaborar com o Governo e alertou que "não há saída da crise sem que a questão dos juros, prazos e quantitativos de resolva". O líder comunista realçou que se aproxima uma "batalha eleitoral importante", as eleições europeias, em maio, numa altura em que a Europa está marcada pelo "aprofundamento" do neoliberalista e federalismo, pelo que o voto da CDU é um "decisiva opção" para "assegurar o direito a um desenvolvimento soberano" de Portugal.
Informação em destaque
Consulta de diagnóstico precoce do Cancro da Cavidade Oral
20 de Novembro, 2017
Intervenção de Conservação e Restauro na Igreja de Serzedelo vai avançar
20 de Novembro, 2017
Encontro sobre Património Industrial e sua Museologia
19 de Novembro, 2017
Concerto de Música de Câmara Russa adiado
19 de Novembro, 2017
Rui Rio em Guimarães
17 de Novembro, 2017
3590 crianças vimaranenses assinalam Dia Nacional do Pijama
20 de Novembro, 2017
Publicidade