Jerónimo de Sousa acusa Governo de "crime social e financeiro"
08 de Fevereiro, 2014
O secretário-geral do PCP acusou na sexta-feira o Governo de cometer um "crime social, económico e financeiro", de seguir uma política fundada na "mentira" e "mistificação" para enganar os portugueses e impor uma política de empobrecimento do povo. Em Guimarães, durante um comício do PCO, Jerónimo de Sousa responsabilizou o Presidente da República por colaborar com o Governo e alertou que "não há saída da crise sem que a questão dos juros, prazos e quantitativos de resolva". O líder comunista realçou que se aproxima uma "batalha eleitoral importante", as eleições europeias, em maio, numa altura em que a Europa está marcada pelo "aprofundamento" do neoliberalista e federalismo, pelo que o voto da CDU é um "decisiva opção" para "assegurar o direito a um desenvolvimento soberano" de Portugal.
Informação em destaque
Fibrenamics apresenta produtos inovadores
21 de Maio, 2019
SE destaca articulação na preparação da Liga das Nações
21 de Maio, 2019
PJ deteve presumível autor de incêndio florestal
20 de Maio, 2019
Inscrições para o voluntariado da Feira Afonsina
21 de Maio, 2019
Agrupamento Fernando Távora em primeiro no Eco Parlamento
21 de Maio, 2019
EEGConnect | “Os Desafios Nucleares da Coreia do Norte e Irão”
21 de Maio, 2019
Publicidade