Jerónimo de Sousa acusa Governo de "crime social e financeiro"
08 de Fevereiro, 2014
O secretário-geral do PCP acusou na sexta-feira o Governo de cometer um "crime social, económico e financeiro", de seguir uma política fundada na "mentira" e "mistificação" para enganar os portugueses e impor uma política de empobrecimento do povo. Em Guimarães, durante um comício do PCO, Jerónimo de Sousa responsabilizou o Presidente da República por colaborar com o Governo e alertou que "não há saída da crise sem que a questão dos juros, prazos e quantitativos de resolva". O líder comunista realçou que se aproxima uma "batalha eleitoral importante", as eleições europeias, em maio, numa altura em que a Europa está marcada pelo "aprofundamento" do neoliberalista e federalismo, pelo que o voto da CDU é um "decisiva opção" para "assegurar o direito a um desenvolvimento soberano" de Portugal.
Informação em destaque
Jornadas Europeias do Património 2017
22 de Setembro, 2017
Salão Automóvel de Veículos Elétricos e Inteligentes
22 de Setembro, 2017
"Café com Ambiente" na Semana Europeia da Mobilidade
20 de Setembro, 2017
ARCAP estreia "Greve de sexo", de Aristófanes
22 de Setembro, 2017
6ªf: Agenda de Campanha
22 de Setembro, 2017
CS D.Manuel Monteiro de Castro promove "Caminhada Solidária"
22 de Setembro, 2017
Publicidade