PSD defende Fundo de Apoio à Economia Local
25 de Novembro, 2020
O PSD continua a defender que o Município de Guimarães deveria apoiar o setor do comércio tradicional, restauração e similares através da criação de um Fundo de Apoio à Economia Local. Com este Fundo os apoios surgiriam sob a forma de empréstimos, até 20 mil euros, sem juros, com prazos de reembolso de 5 a 10 ano e período de carência de capital de um ano. Esta seria uma medida de apoio complementar às medidas nacionais.
A proposta já foi levada a reunião de câmara em abril, no entanto, foi chumbada pelo executivo socialista que, na altura, afirmou que seria ‘ilegal’ e que a ‘Câmara não pode subsidiar empresas’. Esta semana, o PSD volta a levantar o assunto por considerar que o acelerar da degradação económica e financeira das empresas do setor da restauração local merece medidas concretas.
Os social-democratas defendem a criação pelo Município de Guimarães de um apoio específico às empresas de restauração, a fundo perdido, sem dívidas AT, SS e CMG, com volumes de negócio até 300 mil euros e quebras de faturação, entre janeiro e setembro, acima de 25% face ao ano anterior.
Informação em destaque
Serviço de refeições assegurado a alunos carenciados
22 de Janeiro, 2021
Elementos das mesas de voto vão realizar testes de rastreio
22 de Janeiro, 2021
Subsídios a famílias com estudantes no Ensino Superior
22 de Janeiro, 2021
Valter Lobo abre CLAV Live Session em Guimarães
22 de Janeiro, 2021
Escolas, creches e ATL’s encerrados por 15 dias
22 de Janeiro, 2021
Proibição de circulação entre concelhos a partir desta sexta-feira
22 de Janeiro, 2021
Publicidade