PSD defende Fundo de Apoio à Economia Local
25 de Novembro, 2020
O PSD continua a defender que o Município de Guimarães deveria apoiar o setor do comércio tradicional, restauração e similares através da criação de um Fundo de Apoio à Economia Local. Com este Fundo os apoios surgiriam sob a forma de empréstimos, até 20 mil euros, sem juros, com prazos de reembolso de 5 a 10 ano e período de carência de capital de um ano. Esta seria uma medida de apoio complementar às medidas nacionais.
A proposta já foi levada a reunião de câmara em abril, no entanto, foi chumbada pelo executivo socialista que, na altura, afirmou que seria ‘ilegal’ e que a ‘Câmara não pode subsidiar empresas’. Esta semana, o PSD volta a levantar o assunto por considerar que o acelerar da degradação económica e financeira das empresas do setor da restauração local merece medidas concretas.
Os social-democratas defendem a criação pelo Município de Guimarães de um apoio específico às empresas de restauração, a fundo perdido, sem dívidas AT, SS e CMG, com volumes de negócio até 300 mil euros e quebras de faturação, entre janeiro e setembro, acima de 25% face ao ano anterior.
Informação em destaque
Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância
19 de Abril, 2021
Paço dos Duques e Castelo assinalam DIMS
18 de Abril, 2021
Teleférico de Guimarães reabriu ao público
18 de Abril, 2021
‘Movimentos Bruxos’ no Palácio Vila Flor
19 de Abril, 2021
Reunião do executivo realiza-se esta segunda-feira
19 de Abril, 2021
Universidade do Minho abre as suas portas em formato online
18 de Abril, 2021
Publicidade