CDU condena “falsa eleição” para a CCDR-N
20 de Outubro, 2020
A CDU de Guimarães diz ter participado numa “falsa eleição do presidente da Comissão Coordenadora da Região do Norte (CCDRN)”, notando que “os eleitos pela CDU na Assembleia Municipal de Guimarães foram notificados, sob ameaça de falta”, a participar nesta eleição, que decorreu na semana passada e elegeu o antigo reitor da Universidade do Minho, António Cunha.
Em comunicado enviado às redações, a CDU classifica esta eleição como uma “simulação de democratização da CCDRN, PS e PSD, com a ajuda do Presidente da República”, notando que “prosseguem a farsa da indução da ideia de uma regionalização sem regiões escolhidas pelos eleitores, prosseguem a farsa de fazer de conta que dão cumprimento à Constituição da República, quando na verdade apenas estão a impedir a regionalização e a impedir que o povo escolha livremente quem as deve gerir e a quem possa exigir o cumprimento das promessas feitas”.
No mesmo comunicado, a CDU diz, ainda, que “não pactua com a farsa eleitoral encenada para a CCDRN e continuará a exigir que a CRP - Constituição da República Portuguesa - seja integralmente cumprida, a exigir a criação e instalação das regiões, com poderes e competências e recursos financeiros retirados ao Poder Central”.
Informação em destaque
Campanha de recolha de bens alimentares na vila de São Torcato
01 de Março, 2021
Campanha de recolha de alimentos em Ponte
01 de Março, 2021
Projeto nacional de tratamento em casa de doentes com DLS
27 de Fevereiro, 2021
Bienal de Ilustração de Guimarães apresentada hoje
01 de Março, 2021
CMG: autarca defende realização das autárquicas em outubro
01 de Março, 2021
Suspensa a circulação de trânsito na variante de Creixomil
27 de Fevereiro, 2021
Publicidade