CDU condena “falsa eleição” para a CCDR-N
20 de Outubro, 2020
A CDU de Guimarães diz ter participado numa “falsa eleição do presidente da Comissão Coordenadora da Região do Norte (CCDRN)”, notando que “os eleitos pela CDU na Assembleia Municipal de Guimarães foram notificados, sob ameaça de falta”, a participar nesta eleição, que decorreu na semana passada e elegeu o antigo reitor da Universidade do Minho, António Cunha.
Em comunicado enviado às redações, a CDU classifica esta eleição como uma “simulação de democratização da CCDRN, PS e PSD, com a ajuda do Presidente da República”, notando que “prosseguem a farsa da indução da ideia de uma regionalização sem regiões escolhidas pelos eleitores, prosseguem a farsa de fazer de conta que dão cumprimento à Constituição da República, quando na verdade apenas estão a impedir a regionalização e a impedir que o povo escolha livremente quem as deve gerir e a quem possa exigir o cumprimento das promessas feitas”.
No mesmo comunicado, a CDU diz, ainda, que “não pactua com a farsa eleitoral encenada para a CCDRN e continuará a exigir que a CRP - Constituição da República Portuguesa - seja integralmente cumprida, a exigir a criação e instalação das regiões, com poderes e competências e recursos financeiros retirados ao Poder Central”.
Informação em destaque
Lions Clube de Guimarães promove campanha
23 de Novembro, 2020
CVP promove Mercado de Natal 2020
23 de Novembro, 2020
Guimarães na lista de ‘risco extremamente elevado’ de infeção
22 de Novembro, 2020
Artistas, Academia e Associações Culturais nas conferências do Bairro C
23 de Novembro, 2020
Guimarães na Semana Europeia de Prevenção de Resíduos
23 de Novembro, 2020
UMinho: Professora da academia minhota preside SPEE
22 de Novembro, 2020
Publicidade