UM lidera estudo mundial sobre resposta de infraestruturas críticas
03 de Julho, 2020

Um investigador da Escola de Engenharia da Universidade do Minho coordena um estudo mundial sobre o impacto da covid-19 na gestão de infraestruturas críticas, como sistemas hospitalares, de transportes, de energia, de telecomunicações, de distribuição e financeiros.

Nas conclusões prévias, José Campos e Matos refere que a realidade difere entre os países face aos recursos e verbas alocados e à fase da curva da pandemia. Portugal destaca-se pelo timing do confinamento e, neste âmbito, pela boa rede de saúde, energia e telecomunicações, por exemplo, que evitaram males maiores.

O trabalho baseia-se num inquérito a que responderam operadores e gestores de infraestruturas críticas nas últimas semanas.

A iniciativa partiu da Associação Europeia de Controlo de Qualidade de Pontes e Estruturas (EuroStruct), presidida por José Campos e Matos e sediada na UMinho, em Guimarães.

Informação em destaque
CERCIGUI constrói o maior puzzle da região
17 de Janeiro, 2021
Trânsito condicionado no nó de Silvares
16 de Janeiro, 2021
Covid-19: 466 novos casos registados numa semana
15 de Janeiro, 2021
BabeliUM promove oferta diversificada em línguas
17 de Janeiro, 2021
Trânsito interdito na Rua Gil Vicente para obras
17 de Janeiro, 2021
IPMA: distrito de Braga em alerta devido ao frio
15 de Janeiro, 2021
Publicidade