Maioria Socialista aprova saída do Quadrilatero Urbano sob críticas da oposição
21 de Fevereiro, 2013

A maioria socialista aprovou esta quinta-feira a proposta para a saída do município do da associação Quadrilátero Urbano. PSD e CDU votaram contra e não pouparam nas críticas pela decisão do executivo socialista. O vice-presidente da autarquia, Domingos Bragança, esclareceu que não é a notícia publicada no JN que está na base da decisão, mas foi a gota de água que fez transbordar o copo. Aponta a "falta de eficácia" da associação para a concretização de projectos como uma das principais razões para o abandono do Quadrilatero Urbano. Os argumentos invocados pelo executivo socialista para justificar a saída não convenceram os vereadores da oposição. O social democrata, José Manuel Antunes, considerou a decisão lamentável, por achar que os argumentos invocados "não são válidos". JMA diz mesmo que nunca antes a camara se queixou da falta de eficácia daquela associação. Por outro lado, a ser verdade, a autarquia vimaranense tem a sua quota de responsabilidade, uma vez que esteve na direcção do Quadrilatero até Maio de 2012. Para o vereador da CDU, Torcato Ribeiro, a decisão de sair do Quadrilatero não passa de uma "birra": "Nunca pensei que uma fotografia tipo passe num jornal tivesse este efeito. Penso que esta questão fragiliza a câmara de Guimarães uma vez que a decisão não tem qualquer tipo de sustentabilidade". Já o verador do PSD, André Coelho Lima, garante que se for eleito nas próximas autarquicas, o município voltará a integrar o Quadrilatero Urbano, considerando que Guimarães tem de estar acima daquilo a que apelidou de "questiunculas".

Informação em destaque
PSP: Detenções por tráfico de estupefacientes
06 de Abril, 2020
Refood Guimarães apoia famílias carenciadas
06 de Abril, 2020
GNR: 95 condutores sem justificação em megaoperação
06 de Abril, 2020
Covid-19: Deco alerta para esquemas fraudulentos
06 de Abril, 2020
Reunião de Câmara adiada para quinta-feira
06 de Abril, 2020
AAUM cria plataforma “Minho COVID-19”
06 de Abril, 2020
Publicidade