PCP defende necessidade de proibir despedimentos
26 de Maio, 2020

O PCP defende a necessidade de proibir despedimentos e defender trabalhadores bem como apoiar a produção nacional e defender PMEs.

Em nota enviada às redações, os comunistas analisam os dados do IEFP relativos aos inscritos nos centros de emprego que comprovam um aumento dos que perderam emprego. Concretamente em Guimarães estavam inscritos 6846 desempregados, mais 1182 do que no período homólogo.

Mostram-se ainda preocupados com o baixo número de colocações dos inscritos no IEFP. Neste âmbito, o PCP defende e propõe a proibição dos despedimentos, no período em que durar o surto epidémico; bem como o pagamento integral dos salários aos trabalhadores, incluindo o subsídio de refeição, em situação de paragem forçada.

A defesa e apoio à produção nacional bem como o apoio aos micro-pequenos e médios empresários e empresários em nome individual são outras das propostas apresentadas.

Informação em destaque
Paço dos Duques e Castelo assinalam DIMS
18 de Abril, 2021
Teleférico de Guimarães reabriu ao público
18 de Abril, 2021
1ª edição do concurso de fotografia “Garra Vimaranense”
18 de Abril, 2021
‘Movimentos Bruxos’ no Palácio Vila Flor
18 de Abril, 2021
BE: deputada Alexandra Vieira visita Paços dos Duques e MAS
18 de Abril, 2021
Universidade do Minho abre as suas portas em formato online
18 de Abril, 2021
Publicidade