CDS defende medidas de apoio à retoma da economia
11 de Maio, 2020

O grupo parlamentar do CDS na Assembleia Municipal de Guimarães defende uma intervenção rápida e firme com medidas que apoiem a retoma da atividade económica, designadamente, nas micro e pequenas empresas do comércio local, com particular destaque, para as empresas do sector da restauração.

Neste âmbito, os centristas, em nota enviada às redações, recomendam à Câmara Municipal a adoção de várias medidas, nomeadamente autorizar o alargamento dos espaços de esplanada de forma a permitir aos estabelecimentos de hotelaria e restauração que cumpram com as medidas de distanciamento social, minimizando o impacto da obrigatoriedade de redução para 50% da capacidade interior do estabelecimento, isentando as taxas de ocupação durante o ano de 2020, bem como a isenção das taxas municipais para o comércio de rua e para os agentes económicos que ficaram completamente encerrados desde o início do estado de emergência.

É ainda proposto o adiamento da prestação do pagamento do IMI referente ao mês de maio e permitir a sua regularização nas prestações e julho e novembro, mantendo este regime de exceção até final do ano de 2020.

Informação em destaque
Serviço de refeições assegurado a alunos carenciados
22 de Janeiro, 2021
Elementos das mesas de voto vão realizar testes de rastreio
22 de Janeiro, 2021
Subsídios a famílias com estudantes no Ensino Superior
22 de Janeiro, 2021
Valter Lobo abre CLAV Live Session em Guimarães
22 de Janeiro, 2021
Escolas, creches e ATL’s encerrados por 15 dias
22 de Janeiro, 2021
Proibição de circulação entre concelhos a partir desta sexta-feira
22 de Janeiro, 2021
Publicidade