Executivo propõe saída de Guimarães do Quadrilátero Urbano
21 de Fevereiro, 2013
O executivo vimaranense reúne esta 5ª feira e em cima da mesa está a proposta de saída do município de Guimarães do Quadrilátero Urbano. A proposta formaliza a intenção já anunciada há 15 dias pelo autarca vimaranense depois de uma notícia publicada no Jornal de Notícias referente ao Quadrilátero. No entanto, pode ler-se no documento que vai a reunião de executivo que 'o quadro geral de atividade da Associação, conjugado com o incidente do passado dia 4 de fevereiro, justifica de forma absolutamente sustentada esta proposta'. É ali dito que 'a execução física e financeira do Programa Estratégico de Cooperação (PEC) é residual, cifrando-se, nesta data, em cerca de 7%, sendo que dois dos projetos não tiveram qualquer execução, entre os quais o Quadrilátero Digital. Ora, atendendo à ineficiente execução física e financeira dos projetos, os custos de funcionamento da Associação implicam, por parte do Município de Guimarães, um esforço financeiro anual que se afigura incomportável, à luz de uma ponderação custo/benefício', pode ler-se na proposta. Assim, o município de Guimarães entende que 'em face da realidade atual do Quadrilátero, se goraram as expectativas que sustentaram a adesão do Município de Guimarães e que os atuais custos de funcionamento da Associação, na parte que respeita a Guimarães, não encontram a devida contrapartida na execução'.
Informação em destaque
SE no debate “Os Caminhos do Futuro: Negócio Internacional”
23 de Janeiro, 2020
HSOG cumpre parâmetros de excelência clínica da ERS
22 de Janeiro, 2020
Tempo Livre assinala o 21º aniversário
22 de Janeiro, 2020
Exposição "Antigos Instrumentos de Tortura"
23 de Janeiro, 2020
UMinho vai elaborar estudo global da Montanha da Penha
22 de Janeiro, 2020
Corpo encontrado no Rio Ave é de Fernando 'Conde'
22 de Janeiro, 2020
Publicidade