Executivo propõe saída de Guimarães do Quadrilátero Urbano
21 de Fevereiro, 2013
O executivo vimaranense reúne esta 5ª feira e em cima da mesa está a proposta de saída do município de Guimarães do Quadrilátero Urbano. A proposta formaliza a intenção já anunciada há 15 dias pelo autarca vimaranense depois de uma notícia publicada no Jornal de Notícias referente ao Quadrilátero. No entanto, pode ler-se no documento que vai a reunião de executivo que 'o quadro geral de atividade da Associação, conjugado com o incidente do passado dia 4 de fevereiro, justifica de forma absolutamente sustentada esta proposta'. É ali dito que 'a execução física e financeira do Programa Estratégico de Cooperação (PEC) é residual, cifrando-se, nesta data, em cerca de 7%, sendo que dois dos projetos não tiveram qualquer execução, entre os quais o Quadrilátero Digital. Ora, atendendo à ineficiente execução física e financeira dos projetos, os custos de funcionamento da Associação implicam, por parte do Município de Guimarães, um esforço financeiro anual que se afigura incomportável, à luz de uma ponderação custo/benefício', pode ler-se na proposta. Assim, o município de Guimarães entende que 'em face da realidade atual do Quadrilátero, se goraram as expectativas que sustentaram a adesão do Município de Guimarães e que os atuais custos de funcionamento da Associação, na parte que respeita a Guimarães, não encontram a devida contrapartida na execução'.
Informação em destaque
Último dia da Feira Afonsina 2018
24 de Junho, 2018
Guimarães celebra 24 de Junho – Dia Um de Portugal
24 de Junho, 2018
Festejos sanjoaninos em Guimarães
23 de Junho, 2018
CMG atribui maior subsídio de sempre às instituições culturais e recreativas
22 de Junho, 2018
Ministro do Ensino Superior na sessão solene do 24 de Junho
24 de Junho, 2018
Lisboa é Capital Verde Europeia 2020
22 de Junho, 2018
Publicidade