Obras na rotunda de Silvares concluídas dentro de um ano
20 de Fevereiro, 2020

O Auto de Consignação da obra de “Construção do túnel aberto no desnivelamento da rotunda de Silvares” foi celebrado esta quarta-feira, 19 de fevereiro, com um prazo de execução de um ano.

No imediato será feita a sinalização de intervenção, por forma a mitigar os constrangimentos previstos no âmbito da execução desta obra.

O Presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, sublinhou o “momento importante para Guimarães” no âmbito da concretização de uma “obra muito desejada” e também “proporcional à respetiva importância na medida em que irá resolver um grande constrangimento na entrada/saída da Cidade”.

Domingos Bragança assinalou que o projeto em questão não se desenvolveu no “no tempo que queríamos que fosse” explicando o decurso de um processo rigoroso, na obtenção de recursos financeiros, reunir parceiros fundamentais, efetuar acordos com o Governo, elaboração de projetos, cumprir as validações, lançamento de concursos, com um “um longo horizonte temporal” o qual sublinha “nunca desistimos, cumprindo um caminho seguro”.

A solução passa pelo desnivelamento da atual rotunda de Silvares, alcançando a melhoria e facilidade de condições de acesso, minimizando os atuais constrangimentos de tráfego. “Há pormenores técnicos que estão a ser tidos em conta para mitigar os constrangimentos, pois as viaturas vão continuar a passar no nó de Silvares durante a execução da obra. Estamos a arranjar soluções para mitigar este transtorno que não podemos evitar até à conclusão da obra, considerando todas as possibilidades, desde desvios, sinalética adequada e sempre com as melhores soluções para reduzir o transtorno previsível”.

O Presidente da Câmara de Guimarães lembrou que esta é a primeira fase de um projeto, ao qual segue-se a ligação à rotunda da Vila de Ponte (EN101) e, numa terceira fase, o tramo da ligação de Ponte ao Parque de Ciência e Tecnologia (Avepark), numa via de acesso às freguesias desta área do concelho. O acordo estabelecido com a Infraestruturas de Portugal para concretização total é de 13 milhões de euros, mas que ascenderá aos 18 milhões de euros com a autarquia a assumir a responsabilidade na implementação da Ecovia e o Percurso Pedonal, garantindo melhor acessibilidade e também os modos suaves de mobilidade.

Domingos Bragança pretende ainda que a IP proceda, entretanto, à repavimentação do piso na variante de Creixomil na ligação à rotunda de Silvares, e adiantou que está em fase de estudo o desnivelamento da rotunda na Rodovia, na saída do Salgueiral, numa resposta aos “desafios da mobilidade”.

O Vice-presidente da Infraestruturas de Portugal, José Serrano Gordo, lembrou que o projeto e desnivelamento da rotunda de Silvares, num investimento de 3,4 milhões de euros, integra o Plano de Desenvolvimento das Áreas Empresariais lançado pelo Governo em março de 2017 e contempla um conjunto de objetivos que passa pela redução do tempo de percurso, implementar a conetividade e operabilidade, as acessibilidades a fomentar crescimento económico e potenciar o emprego.

Informação em destaque
Bairro C projeta um novo olhar sobre Guimarães
07 de Julho, 2020
Obras no Centro de Saúde da Amorosa
06 de Julho, 2020
Unidade de cuidados de saúde primários na antiga estação da CP
06 de Julho, 2020
Gualterianas: apresentação de propostas culturais a decorrer
07 de Julho, 2020
CDU reúne com vereadora da educação
06 de Julho, 2020
UM e UA apostam na formação e capacitação de docentes
06 de Julho, 2020
Publicidade