CMG aposta na prevenção da violência no namoro nas escolas
14 de Fevereiro, 2020

A Câmara de Guimarães aposta em ações de prevenção da violência no namoro nas escolas e foram já desenvolvidas ações nos Agrupamentos de Escolas das Taipas, João de Meira e Vale de S. Torcato desde o início do ano.

Em Dia de São Valentim, importa sublinhar alguns dados conhecidos sobre a violência no namoro.

O estudo Violência no Namoro 2019, levado a cabo pela UMAR (União de Mulheres Alternativa e Resposta) em Portugal, revelou que 58% dos jovens já foram vítimas de violência, o que significa um aumento de 2% face a 2018, cuja percentagem tinha sido de 56%.

Esta sexta-feira, 14 de fevereiro, será apresentado o Estudo Nacional de Violência no Namoro 2020, mas a UMAR já adiantou as elevadas taxas de vitimização, bem como de legitimação de comportamentos violentos nas relações de namoro encontradas neste estudo.

Cerca de 67% dos/as jovens aceitam como natural pelo menos um comportamento de violência no contexto da relação. Partindo destes dados e dos resultados do trabalho de intervenção e prevenção que tem desenvolvido neste domínio, a Câmara Municipal de Guimarães, através do Espaço Municipal para a Igualdade, desenvolveu um projeto de promoção da igualdade de género e prevenção da violência no namoro nos agrupamentos de escola do concelho - as Ações de Sensibilização EMI - Explore the gender, Move the mind and Inspire your world.

Estas ações foram construídas tendo por base instrumentos nacionais e internacionais de referência e encontram-se alinhadas com a atual Estratégia Nacional para a Igualdade e Não Discriminação 2018-2030, nomeadamente porque os temas que as baseiam as sessões são os mesmos que norteiam cada um dos três Planos de Ação que a integram: Igualdade de Género, Violência Doméstica/no Namoro e Identidade de Género e Orientação Sexual.

O grupo-alvo deste projeto são alunos do 3º ciclo e ensinos secundário e profissional e, de entre outros objetivos, procura-se desenvolver com os participantes fatores de proteção e de resiliência face à violência, e atitudes e princípios que baseiem a construção de relações afetivas e de amizade assentes na paz e no respeito por si mesmas/os e pelas/os outras/os.

As Ações de Sensibilização EMI, além da partilha de conteúdos temáticos e informativos e a realização de dinâmicas de grupo, contam com a apresentação de uma peça de teatro pelo Projeto TABU!, em que são apresentados monólogos intensos e tocantes.

Impera uma abordagem intencional, mas ao mesmo tempo informal, empática, dinâmica, interativa e instigadora de questionamento. Têm-se conseguido momentos únicos de reflexão e a criação de ambientes seguros, consubstanciados em oportunidades de partilha e empoderamento.

Este projeto recebeu recentemente uma distinção pela Associação Portuguesa para a Diversidade e Inclusão com a atribuição do Selo da Diversidade. Desde o início do ano, foram desenvolvidas seis ações nos Agrupamentos de Escolas das Taipas, João de Meira e Vale de S. Torcato.

Informação em destaque
ARS Norte destaca medidas de precaução face ao Alerta Vermelho devido ao calor
16 de Julho, 2020
Curtir Ciência promove oficinas para animar o verão em Guimarães
16 de Julho, 2020
Ponto de água inaugurado na freguesia de Rendufe
16 de Julho, 2020
Festival Guimarães Allegro decorre entre hoje e sábado
16 de Julho, 2020
PSD Guimarães: Eleições da Distrital de Braga do PSD
15 de Julho, 2020
Complexos Desportivos da UMinho abertos em agosto
16 de Julho, 2020
Publicidade