Guimarães desperta consciência ecológica dos jovens
17 de Janeiro, 2020

Através do projeto “O Ave para Todos” estão a decorrer ações de formação em 24 escolas do concelho de Guimarães, com influência direta do rio Ave.

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, pretende envolver a comunidade estudantil na realização de projetos escolares com intervenção no Rio Ave e seus afluentes, englobando a bacia hidrográfica de Guimarães, “a fim de ser possível a regeneração ecológica e devolver a vida ao rio, fazendo com que cada escola e comunidade educativa tenham a responsabilidade de intervenções físicas na defesa do nosso rio”.

O “Ave para Todos” é um projeto da Câmara de Guimarães, desenvolvido no Laboratório da Paisagem, no âmbito da Estrutura de Missão Guimarães 2030, que para além da capacitação de escolas, juntas de freguesia e brigadas verdes, tem como objetivo devolver o rio Ave à comunidade. Esta semana decorrem ações de formação que vão decorrer em 24 escolas do concelho, com influência direta do rio Ave. No total serão mais de 100 ações de formação teórica e prática

. Aos alunos dos vários ciclos de ensino - do 1º ciclo ao secundário – será dada formação sobre a importância dos recursos hídricos, bem como a caracterização do rio ave e da biodiversidade existente. Cada escola nomeou representantes para este projeto, sendo agora os “Embaixadores do rio Ave”.

Domingos Bragança pretende envolver “toda a comunidade estudantil do concelho” porque a bacia hidrográfica de Guimarães “diz respeito a todos os jovens e a todas as escolas”, sublinhou. Além do Rio Ave, importa abranger todos os rios da bacia hidrográfica, como o Rio Selho e Rio Vizela, e ainda as linhas de água.

O Presidente da Câmara de Guimarães realça que “é tempo de passar à ação e agir já”, lembrando os apelos do Secretário Geral das Nações Unidas, António Guterres, e as manifestações conhecidas da jovem Greta Thunberg. “O problema das alterações climáticas não espera pelo dia de amanhã, temos de começar a trabalhar hoje e com ações concretas. Há situações de não retorno, segundo os cientistas, e colocam em causa o futuro da espécie humana. O elemento da água é essencial à vida e assumimos a nossa responsabilidade local, com a juventude a fazer parte deste trabalho e a exigir que sejam tomadas medidas”, expressou Domingos Bragança.

Na mensagem dirigida aos jovens da EB23 Abel Salazar, em Ronfe, o presidente da autarquia vimaranense aludiu à capacidade de intervenção e influência em projetos educativos que podem ter muito conhecimento e ciência. “Temos de fazer ações de formação, robustecimento da consciência ecológica e fazer com sejam interventores e com chamadas de atenção a outras gerações, sendo referência para todas as gerações e fazer com que outros concelhos olham para nós e sigam o mesmo caminho”, destacou. A educação ambiental é um dos eixos do projeto “Ave para Todos”, que inclui ainda investigação e desenvolvimento e comunicação.

Informação em destaque
Bairro C projeta um novo olhar sobre Guimarães
07 de Julho, 2020
Obras no Centro de Saúde da Amorosa
06 de Julho, 2020
Unidade de cuidados de saúde primários na antiga estação da CP
06 de Julho, 2020
Gualterianas: apresentação de propostas culturais a decorrer
07 de Julho, 2020
CDU reúne com vereadora da educação
06 de Julho, 2020
UM e UA apostam na formação e capacitação de docentes
06 de Julho, 2020
Publicidade