Guimarães desperta consciência ecológica dos jovens
17 de Janeiro, 2020

Através do projeto “O Ave para Todos” estão a decorrer ações de formação em 24 escolas do concelho de Guimarães, com influência direta do rio Ave.

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, pretende envolver a comunidade estudantil na realização de projetos escolares com intervenção no Rio Ave e seus afluentes, englobando a bacia hidrográfica de Guimarães, “a fim de ser possível a regeneração ecológica e devolver a vida ao rio, fazendo com que cada escola e comunidade educativa tenham a responsabilidade de intervenções físicas na defesa do nosso rio”.

O “Ave para Todos” é um projeto da Câmara de Guimarães, desenvolvido no Laboratório da Paisagem, no âmbito da Estrutura de Missão Guimarães 2030, que para além da capacitação de escolas, juntas de freguesia e brigadas verdes, tem como objetivo devolver o rio Ave à comunidade. Esta semana decorrem ações de formação que vão decorrer em 24 escolas do concelho, com influência direta do rio Ave. No total serão mais de 100 ações de formação teórica e prática

. Aos alunos dos vários ciclos de ensino - do 1º ciclo ao secundário – será dada formação sobre a importância dos recursos hídricos, bem como a caracterização do rio ave e da biodiversidade existente. Cada escola nomeou representantes para este projeto, sendo agora os “Embaixadores do rio Ave”.

Domingos Bragança pretende envolver “toda a comunidade estudantil do concelho” porque a bacia hidrográfica de Guimarães “diz respeito a todos os jovens e a todas as escolas”, sublinhou. Além do Rio Ave, importa abranger todos os rios da bacia hidrográfica, como o Rio Selho e Rio Vizela, e ainda as linhas de água.

O Presidente da Câmara de Guimarães realça que “é tempo de passar à ação e agir já”, lembrando os apelos do Secretário Geral das Nações Unidas, António Guterres, e as manifestações conhecidas da jovem Greta Thunberg. “O problema das alterações climáticas não espera pelo dia de amanhã, temos de começar a trabalhar hoje e com ações concretas. Há situações de não retorno, segundo os cientistas, e colocam em causa o futuro da espécie humana. O elemento da água é essencial à vida e assumimos a nossa responsabilidade local, com a juventude a fazer parte deste trabalho e a exigir que sejam tomadas medidas”, expressou Domingos Bragança.

Na mensagem dirigida aos jovens da EB23 Abel Salazar, em Ronfe, o presidente da autarquia vimaranense aludiu à capacidade de intervenção e influência em projetos educativos que podem ter muito conhecimento e ciência. “Temos de fazer ações de formação, robustecimento da consciência ecológica e fazer com sejam interventores e com chamadas de atenção a outras gerações, sendo referência para todas as gerações e fazer com que outros concelhos olham para nós e sigam o mesmo caminho”, destacou. A educação ambiental é um dos eixos do projeto “Ave para Todos”, que inclui ainda investigação e desenvolvimento e comunicação.

Informação em destaque
Pegada Ecológica de Guimarães abaixo da média nacional
04 de Dezembro, 2020
Taipas: campanha de recolha de alimentos extraordinária de Natal
04 de Dezembro, 2020
CMG disponibiliza ‘Pinheiros de Natal’
04 de Dezembro, 2020
“Guimarães, Cidade Natal” arranca esta sexta-feira
04 de Dezembro, 2020
Aprovados apoios ao comércio tradicional e restauração
04 de Dezembro, 2020
UMinho: professor da EEG nomeado para o CES
04 de Dezembro, 2020
Publicidade