Empreitada para percurso pedonal no adarve da Muralha
29 de Maio, 2018

Os trabalhos para a execução do percurso pedonal no adarve da Muralha, em Guimarães, iniciaram esta segunda-feira, 28 de maio, estimando-se que a obra fique concluída ainda este ano.

Com a intervenção pretende-se tornar visitável de forma pedonal o adarve do tramo da Muralha, existente ao longo da Avenida Alberto Sampaio.

O projeto compreende a carga patrimonial e simbólica da muralha, resultando na concretização de elementos funcionais, passadiço e escadas, que arrogam uma linguagem formalmente contemporânea onde, respondendo aos requisitos programáticos, articulam e unificam um percurso outrora existente.

A proposta contempla o desenho de passadiço em módulos e duas caixas de escadas localizadas nas extremidades, reforçando a sua funcionalidade e incrementando uma linguagem atual e apelativa a ser visitada. O percurso é constituído por uma “enorme plataforma” que terá uma guarda voltada para o interior, que fará a proteção e garante um conforto visual e físico.

Na face voltada para os merlões e ameias, não haverá qualquer proteção, embora a plataforma não encoste no paramento e assim haverá uma marcação no pavimento mencionando este afastamento. Está ainda previsto o gradeamento para o Museu Alberto Sampaio e acesso ao adarve.

Com esta intervenção pretende-se tornar este espaço coerente com a proposta formalizada para o percurso do adarve do tramo de Muralha ao longo da Avenida Alberto Sampaio, projeto este com aprovação da DRCN e DGPC.

O projeto compreende a colocação de um gradeamento que torne visível a intervenção no adarve e assim, possa ser visualmente percetível aos transeuntes, quer o percurso no adarve, quer o jardim do Museu de Alberto Sampaio.

A obra foi adjudicada pelo valor de 444.619,91 € + IVA, com prazo de execução de 150 dias.

Informação em destaque
Festejos sanjoaninos em Guimarães
23 de Junho, 2018
Feira Afonsina 2018
23 de Junho, 2018
Comemorações do 24 de junho começam hoje
23 de Junho, 2018
CMG atribui maior subsídio de sempre às instituições culturais e recreativas
22 de Junho, 2018
Ministro do Ensino Superior na sessão solene do 24 de Junho
22 de Junho, 2018
Lisboa é Capital Verde Europeia 2020
22 de Junho, 2018
Publicidade