Ricardo Araujo estranha desconhecimento de autarca
12 de Fevereiro, 2018

A saída de José Bastos e Frederico Queiroz da Oficina voltou a estar em destaque na última reunião do executivo.

O vereador do PSD na Câmara de Guimarães, Ricardo Araújo, refere que é “estranho” que o autarca vimaranense não tivesse conhecimento da saída dos dois principais dirigentes da Oficina e que este “incidente” denota que há “instabilidade” no sector da cultura em Guimarães.

A informação das saídas da régie-cooperativa de José Bastos e Frederico Queiroz foi dada a conhecer apenas aos jornalistas depois de terminada a anterior reunião de executivo.

Ricardo Araújo diz que é estranho que o presidente da Câmara não tenha conhecimento de um assunto como este, uma vez que, de acordo com o vereador social-democrata, se trata da demissão de dois dos principais protagonistas do braço armado da política cultural de Guimarães.

Em resposta, a vereadora Adelina Pinto, que acumula a presidência da Oficina, confirmou que Domingos Bragança não tinha conhecimento do assunto, e que por isso não o deu a conhecer aos vereadores.

Adelina Pinto refuta que haja desinvestimento na cultura em Guimarães, e confirma que, de facto, a Oficina é o braço armado da cultura vimaranense.

Informação em destaque
"Tio Tomás – A Contabilidade dos Dias" no Shortcutz
29 de Janeiro, 2020
Prémio Príncipe da Beira entregue em fevereiro
29 de Janeiro, 2020
GNR: Dois detidos por posse de estupefacientes
29 de Janeiro, 2020
Indústria têxtil de Guimarães em exposição na AMAP
29 de Janeiro, 2020
PS: Paulo Freitas do Amaral fora da corrida à concelhia
29 de Janeiro, 2020
CMV inaugura obra da Rua Doutor Pereira Caldas
29 de Janeiro, 2020
Publicidade