Ricardo Araujo estranha desconhecimento de autarca
12 de Fevereiro, 2018

A saída de José Bastos e Frederico Queiroz da Oficina voltou a estar em destaque na última reunião do executivo.

O vereador do PSD na Câmara de Guimarães, Ricardo Araújo, refere que é “estranho” que o autarca vimaranense não tivesse conhecimento da saída dos dois principais dirigentes da Oficina e que este “incidente” denota que há “instabilidade” no sector da cultura em Guimarães.

A informação das saídas da régie-cooperativa de José Bastos e Frederico Queiroz foi dada a conhecer apenas aos jornalistas depois de terminada a anterior reunião de executivo.

Ricardo Araújo diz que é estranho que o presidente da Câmara não tenha conhecimento de um assunto como este, uma vez que, de acordo com o vereador social-democrata, se trata da demissão de dois dos principais protagonistas do braço armado da política cultural de Guimarães.

Em resposta, a vereadora Adelina Pinto, que acumula a presidência da Oficina, confirmou que Domingos Bragança não tinha conhecimento do assunto, e que por isso não o deu a conhecer aos vereadores.

Adelina Pinto refuta que haja desinvestimento na cultura em Guimarães, e confirma que, de facto, a Oficina é o braço armado da cultura vimaranense.

Informação em destaque
Hastear da Bandeira Verde na EB S. Torcato
22 de Abril, 2021
CMG destina 3M euros para reabilitação energética
22 de Abril, 2021
Proximcity: 346 lojas já inscritas na plataforma
22 de Abril, 2021
UMinho organiza I Jornadas Internacionais em Educação Literária
22 de Abril, 2021
PSD acusa maioria socialista de “cegueira política”
22 de Abril, 2021
GNR deteta seis infrações por descargas ilegais
22 de Abril, 2021
Publicidade