Academia Militar e UM realizam Pós-Graduação com a NATO
01 de Novembro, 2016
A Escola de Engenharia da Universidade do Minho e a Academia Militar iniciam em novembro a primeira edição da pós-graduação em Cibersegurança e Ciberdefesa, em colaboração com diversas instituições de ensino superior e empresas, enquadrada numa iniciativa da NATO. O curso de um ano decorrerá em Lisboa e Guimarães, em horário pós-laboral e inclui um vasto programa de visitas e conferências. Destina-se a quadros licenciados e gestores civis e militares, incluindo as Forças Armadas e Forças de Segurança. As inscrições decorrem até 8 de novembro, nos sites das instituições promotoras. As formações serão ministradas por docentes da Academia Militar, das universidades do Minho, Lisboa, Porto, Católica de Braga e Portucalense, bem como dos institutos politécnicos de Beja, Porto, Viana do Castelo, Leiria e, ainda, com a colaboração de um conjunto de empresas que operam na área. Pretende-se que este Programa Internacional de Formação Pós-graduada em Cibersegurança e Ciberdefesa faça a ponte entre a academia, as empresas e a indústria, afirmando o papel de Portugal como polo de excelência internacional neste domínio. Por outro lado, visa desenvolver conhecimentos estruturantes sobre a segurança na era da informação a diplomados das áreas da engenharia, sistemas e tecnologias de informação, gestão e ciências militares, refere Henrique Santos, professor da Escola de Engenharia da UMinho e um dos dinamizadores do programa.
Informação em destaque
Recolha de lixo habitual no feriado de Sexta-feira Santa
10 de Abril, 2020
Horto da brigada verde de Ponte ajuda os mais desfavorecidos
10 de Abril, 2020
Santos Passos promove “toque de anúncio de morte”
10 de Abril, 2020
Covid-19: 269 casos confirmados em Guimarães
10 de Abril, 2020
PSD alerta para necessidade de testes nos lares de Guimarães
10 de Abril, 2020
UMinho lança Programa de Apoio Informático a Estudantes
10 de Abril, 2020
Publicidade