Património Mundial:Couros na Lista Indicativa de Portugal
23 de Maio, 2016

A Comissão Nacional da UNESCO inscreveu a ampliação da Zona de Couros a Património Cultural da Humanidade na Lista Indicativa de Portugal, instrumento de planeamento e de preparação de candidaturas onde os países assinalam os seus bens culturais, naturais e mistos para que possam ser propostos e estarem em condições de os representar na candidatura anual que podem submeter.

A decisão foi tomada com base na avaliação de um painel de especialistas que analisou o potencial valor universal excecional do Bem proposto, à luz das exigências da Convenção para a Proteção do Património Mundial, Cultural e Natural e das recomendações do Comité do Património Mundial.

Entre elas, estão a justificação dos critérios invocados, a autenticidade e a integridade do Bem, a comparação com Bens idênticos e o facto de o Bem colmatar, ou não, lacuna na Lista Indicativa de Portugal e na Lista do Património Mundial.

Uma vez que Portugal foi eleito em 2013 para o Comité do Património Mundial da UNESCO, não deverá apresentar nenhuma candidatura até 2017, durante os quatro anos em que ocupa o lugar nesta organização das Nações Unidas. Esta não é uma regra oficial, mas tem sido uma prática instituída dentro da organização.

A proposta de Guimarães, entretanto, foi já inscrita na Lista Indicativa pela Comissão Nacional da UNESCO, organismo dependente do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Atualmente, a Zona de Couros integra a zona de proteção do Centro Histórico de Guimarães, classificado em 2001 com o título de Património Cultural da Humanidade.

Informação em destaque
ESFH: XXXVI Semana Aberta
28 de Março, 2017
Detenções por condução sob o efeito do álcool
27 de Março, 2017
Deputado Pedro Soares visita à ETAR de Serzedo
27 de Março, 2017
Cineclube exibe "O Vencedor Forushande"
28 de Março, 2017
Vice Primeiro Ministro da Guiné Equatorial visita UNU-EGOV
28 de Março, 2017
UMinho lança JobLab
28 de Março, 2017
Publicidade