“O Senhor Ibrahim e as Flores do Corão” no CCVF
16 de Março, 2013
“O Senhor Ibrahim e as Flores do Corão”, a mais recente encenação de Miguel Seabra, regressa aos palcos depois da estreia em 2012, ano em que o Teatro Meridional comemorou o seu 20º aniversário. Eleito pelo público do Festival Internacional de Teatro de Almada como Espetáculo de Honra 2013, “O Senhor Ibrahim e as Flores do Corão” segue uma das linhas de trabalho da companhia que se prende com a encenação e adaptação de textos maiores da dramaturgia mundial, prosseguindo um formato de espetáculo contado na voz de um único ator (Miguel Seabra) e acompanhado por um músico ao vivo (Rui Rebelo). Partindo do texto do dramaturgo francês Eric-Emmanuel Schmitt e numa altura em que o contexto social e político promove inquietantemente a insegurança, o Teatro Meridional escolheu contar uma história onde a simplicidade e dimensão afetiva são o esteio da representação: o “encontro” de um homem com outro homem que aconteceu no tempo de uma vida, tal como o “encontro” acontece no lugar do teatro. A história desenrola-se em Paris, nos anos 60, onde Momo, um rapazinho judeu de onze anos, se torna amigo do velho merceeiro árabe da rua Bleue. Mas as aparências iludem: o Senhor Ibrahim, o merceeiro, não é árabe, a rua Bleue não é azul e o rapazinho talvez não seja judeu. Se cada um de nós olhar para trás na sua vida, seguindo a via do entendimento da memória, perceberá certamente que em cada uma delas existiu, existiram e/ou existem figuras tutelares que determinam as pessoas que hoje somos. E, porque tantas vezes nos cruzamos com elas sem lhes devolver o seu significado profundo ou tantas vezes as deixamos partir sem lhes dizer a importância que tiveram, este é um texto sobre a escolha de caminhos e a importância da amizade no sentido mais livre e consistente do afeto. Eric-Emmanuel Schmitt é um dos dramaturgos de língua francesa mais lido e representado do mundo, cujos livros foram traduzidos para 43 línguas e cujas peças são representadas regularmente em mais de 50 países. O espetáculo está marcado para este sábado, 16 de março, às 22h00, no Pequeno Auditório do Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães.
Informação em destaque
Guimarães promove ações para uso da bicicleta
12 de Novembro, 2019
Encontro sobre saúde mental na gravidez e pós-parto
12 de Novembro, 2019
Lançamento do livro Raul Brandão - Cartas a Maria Angelina
12 de Novembro, 2019
Guimarães Jazz continua esta terça-feira
12 de Novembro, 2019
HSO: Sala de Hemodinâmica continua fechada
12 de Novembro, 2019
Incêndio urbano em Longos
12 de Novembro, 2019
Publicidade