Guimarães assina acordo para criação da Rede do Património Mundial
16 de Julho, 2014

O Município de Guimarães vai assinar esta sexta-feira, 18 de julho, pelas 11 horas, na Sala do Senado da Universidade de Coimbra, um acordo de cooperação para a criação da Rede do Património Mundial em Portugal, promovida pelas entidades gestoras do Património Mundial em Portugal e pela Comissão Nacional da UNESCO. Este acordo tem por objetivo a promoção da aproximação entre os sítios Património Mundial, através do debate de ideias sobre a gestão e reabilitação do património, do intercâmbio de conhecimentos e da discussão de questões de interesse mútuo, bem como na participação conjunta em projetos e iniciativas que gerem valor nas regiões onde se inserem e difundam o Património Mundial em Portugal e no Mundo. Esta parceria pretende facilitar a criação de condições para que, nas próximas décadas, as regiões onde se inserem os bens inscritos na lista do Património Mundial da UNESCO assegurem não só o seu estatuto de Património Mundial, mas também estimulem a economia e mobilizem as suas gentes, no sentido de gerar valor no âmbito desse reconhecimento internacional. Além do Centro Histórico de Guimarães, este acordo de cooperação é constituído pelo Alto Douro Vinhateiro, Centro Histórico de Angra do Heroísmo, Centro Histórico de Évora, Centro Histórico do Porto, Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e suas Fortificações, Convento de Cristo em Tomar, Floresta Laurissilva da Madeira, Mosteiro de Alcobaça, Mosteiro da Batalha, Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém, Paisagem Cultural de Sintra, Paisagem da Cultura da Vinha da Ilha do Pico, Sítio de Arte Rupestre Pré-histórica do Vale do Coa e Universidade de Coimbra.

Informação em destaque
Situação pandémica em Guimarães é 'grave'
19 de Outubro, 2020
Contextile 2020 até 25 Outubro
19 de Outubro, 2020
Faleceu o nicolino José Maria Magalhães
19 de Outubro, 2020
AAUM promove START POINT Summit
19 de Outubro, 2020
Governo da Guiné-Bissau em Guimarães para cooperação na área cultural
19 de Outubro, 2020
‘Depressão Bárbara’ coloca distrito em alerta laranja
19 de Outubro, 2020
Publicidade