Guimarães tem 42 escolas com certificação de “Eco-Escolas”
01 de Novembro, 2018
Pela primeira vez o concelho de Guimarães obteve três “Eco-Agrupamentos”, distinção atribuída ao Agrupamento Arqueólogo Mário Cardoso, em Ponte, Agrupamento João de Meira, na Cidade e Agrupamento Virgínia Moura, em Moreira de Cónegos. Cada um destes agrupamentos obteve o pleno de ter Bandeiras Verdes em todas as suas escolas.
 
No panorama nacional, percentualmente, Guimarães é o segundo Município com mais Eco-Escolas e o primeiro em termos absolutos no distrito de Braga.
 
O número de Eco-Escolas no concelho aumentou para 42 em 2017/2018, depois das 31 no ano anterior. Há um aumento gradual não só o número de intenções, como também o número efetivo de Bandeiras Verdes.
 
No ano letivo 2014/2015 tinham sido apenas 11 escolas com Bandeira Verde, em 13 inscritas e no ano 2017/2018 são já 42 escolas com Bandeira Verde, sendo que se inscreveram 53, comparativamente com o ano anterior tendo sido apuradas 31 escolas com bandeira verde, com igual número de inscrições (53), significando que houve um aumento de eficácia em termos de concretização dos objetivos e obtenção dos galardões.
 
Ao longo dos últimos quatro anos o Município de Guimarães tem investido de uma forma inequívoca na educação e sensibilização para a sustentabilidade ambiental, criando gradualmente uma forte consciência ecológica junto dos vimaranenses.
 
Várias são as iniciativas realizadas com a comunidade em geral, como as Juntas de Freguesia, através das Brigadas Verdes, junto das Empresas, das IPSS’s, mas sobretudo junto da comunidade escolar, através do Programa PEGADAS, tendo como parceiro fundamental o Laboratório da Paisagem. Eco-Escolas é um programa internacional da “Foundation for Environmental Education”, desenvolvido em Portugal desde 1996 pela ABAE.
 
Pretende encorajar ações e reconhecer o trabalho de qualidade desenvolvido pela escola, no âmbito da Educação Ambiental para a Sustentabilidade.
 
O programa é coordenado a nível internacional, nacional, regional e de escola. Esta coordenação multinível permite a confluência para objetivos, metodologias e critérios comuns que respeitam a especificidade de cada escola relativamente aos seus alunos e caraterísticas do meio envolvente.
Informação em destaque
Sessão com Edgar Morin adiada para quinta-feira
20 de Novembro, 2019
Seminário Internacional: “Cidades Ativas, pessoas (mais) Felizes”
20 de Novembro, 2019
EB1 da Pegada vai hastear Bandeira Verde
20 de Novembro, 2019
Exposição "Antigos Instrumentos de Tortura"
20 de Novembro, 2019
Conselho Consultivo para o Investimento e Emprego
20 de Novembro, 2019
Secretária de Estado para a Integração na UMinho
19 de Novembro, 2019
Publicidade